Chef de cozinha

Por que ser chef está sendo a escolha de muitos profissionais da gastronomia

21/05/2019
Por: Lucimara Juver
A área gastronômica permite que o profissional exerça funções como gerenciamento, negociação e gestão pessoal, por exemplo.

Uma das primeiras atividades domésticas que as crianças costumam demonstrar interesse é auxiliar no preparo das refeições. Estar na cozinha como ajudante na hora de fazer um bolo ou aquele prato especial é uma das brincadeiras mais gostosas que existe. Botar a mão na massa desperta o prazer pelo mundo da comida de forma lúdica e provoca os pequenos a criar gosto pela culinária desde cedo e, quem sabe, essa diversão se transforme em um grande sonho: se tornar um chef de cozinha.

Esse profissional que atua na área da culinária costuma ficar escondido dentro da cozinha de restaurantes e hotéis, por exemplo, mas se mostra presente em nosso paladar ao colocar sabor, cor e prazer nos pratos que preparam para satisfazer o desejo dos seus clientes. Como forma de homenagear esse profissional que enche nossas vidas de sabor, a Associação Brasileira da Alta Gastronomia (ABAGA) criou, em 1999, o Dia Nacional do Chef de Cozinha, que passou a ser comemorado no dia 13 de maio para homenagear a arte e o prazer de cozinhar no Brasil. No mundo inteiro, esses profissionais são lembrados no dia 20 de outubro, quando se comemora o Dia Internacional do Chef de Cozinha.

 

O que faz um profissional gastronômico?

 

Elaborar desde pratos rápidos e simples até receitas sofisticadas é o que faz esse profissional ser essencial no setor alimentício. Entre as suas funções, incluem-se o gerenciamento de restaurantes e similares, o contato e a negociação com fornecedores, a escolha do cardápio, a definição da tabela de preços, bem como gestão pessoal e a supervisão da cozinha.

Para a Professora da Unochapecó, Maria Regina Martinazzo, a gastronomia é arte, cultura e história em que o profissional vê os alimentos de uma outra forma, não simplesmente como subsistência, mas também como prazer. “A gente se conhece através da comida, é como uma viagem pelos sabores. E podemos atuar tanto na gestão como empreender ou trabalhar em hotéis, restaurantes e hospitais”. A professora também explica como funciona o curso de Gastronomia no vídeo do curso, assista aqui.

No topo da estrutura organizacional dentro de uma cozinha profissional está o chef de cozinha. Para ser chef, deve possuir anos de experiência em restaurantes, além de qualidades como organização e disponibilidade de tempo, pois ele sempre é o primeiro a chegar e o último a sair.

 

 

Por que ser um chef?

 

Na última década, vários programas de culinária passaram a ser exibidos em horário nobre na televisão brasileira, o que criou uma imagem de glamour aos chefs de cozinha. Além de se tornar uma forma de entretenimento e ter invadido os programas televisivos, o setor tomou conta das livrarias com livros de gastronomia que têm chamado a atenção da cozinha internacional para receitas da cultura brasileira.

O aumento na renda dos brasileiros nos últimos anos possibilitou que as pessoas gastassem mais em bons restaurantes e passassem a exigir por pratos mais refinados, o que valorizou o profissional responsável por dar cor e sabor aos cardápios. Outro fator que também tem aumentado a demanda dos restaurantes é o fato de que cada vez mais as pessoas têm se alimentado fora de casa, o que consequentemente aumenta a procura de profissionais capacitados para atuar nesses segmentos.

 

Mercado de trabalho

 

Segundo o IBGE, serviços de hotéis, pensões e alimentação de bares e restaurantes são os principais empregadores na maioria dos estados e concentram mais de um milhão de trabalhadores. As principais cidades que empregam pessoas deste ramo são as cidades turísticas que recebem inúmeros visitantes durante o ano. Além disso, o uso da tecnologia a favor desse serviço também tem sido um fator que aumenta as vendas de produtos por meio de aplicativos.

Não há uma fórmula secreta para se tornar um chef de cozinha. Apenas com muito trabalho e estudo é possível crescer nessa profissão. Quem carrega esse sonho precisará cursar uma graduação em Gastronomia. O profissional gastronômico será responsável por desempenhar várias funções, desde descascar e picar legumes, cortar carnes e, conforme for adquirindo experiência, passará a executar outras tarefas, como preparar molhos, até chegar a chef, o responsável pela cozinha e por criar pratos, podendo se especializar em confeitaria, panificação ou em algum tipo específico de culinária, como japonesa ou vegetariana, por exemplo.

O mercado de trabalho para esse profissional permite que ele atue em restaurantes, churrascarias, pizzarias, bares, lanchonetes, instituições públicas e privadas. Podendo trabalhar na confecção de refeições de grande escala em refeitórios de empresas, instituições, hospitais, penitenciárias, escolas, faculdades, hotéis, pousadas, entre outros.

 

Faça o download do eBook do curso de Gastronomia da Unochapecó e saiba mais, é gratuito!

 

O curso de Gastronomia tem duração, em média, de dois anos e meio e como objetivo formar um profissional preparado para elaborar bons cardápios, com organização, dedicação, conhecimento e amor. Saber preparar receitas e supervisionar uma equipe completa exige esforço para que tudo funcione perfeitamente é uma das principais funções deste profissional.

Você é uma daquelas pessoas que adora testar receitas que viu na internet ou de algum programa famoso? Que tal conhecer mais sobre o curso de Gastronomia da Unochapecó?

 

Tem alguma dúvida ou curiosidade sobre a gastronomia e o papel do chef de cozinha? Deixe nos comentários que a gente responde =)

 

 

comments powered by Disqus