Webmail
Menu Busca

Licenciatura Intercultural Indígena na Unochapecó

O curso de Licenciatura Intercultural Indígena, instituído pelo convênio entre Unochapecó e Secretaria Estadual de Educação de Santa Catarina, teve início em 2009. As aulas são realizadas em Terras Indígenas e na Universidade, possibilitando assim a participação da comunidade. A primeira turma realizou aulas na Terra Indígena Xapecó, na Escola Indígena de Educação Básica Cacique Vãnhkre, em Ipuaçu. A segunda turma realiza aulas na Terra Indígena Toldo Chimbangue, na Escola Indígena de Educação Básica Fennó, em Chapecó.

Ao concluir o curso, os estudantes recebem o título de Licenciados em uma das quatro áreas do conhecimento da Licenciatura Intercultural Indígena: a) Línguas, Artes e Literaturas (Coordenadora Marcia Moreno); b) Ciências Sociais (Coordenadora Teresa Machado da Silva Dill; c) Matemática e Ciências da Natureza (Coordenadora Sandra Sabedot; d) Pedagogia (Coordenadora Suzi Laura da Cunha).

Os dois primeiros anos do curso são destinados à formação geral e interdisciplinar. Os últimos três anos são destinados à formação específica na respectiva área do conhecimento, totalizando cinco anos com carga horária de 4.215 horas. O Projeto Pedagógico do curso (PPC) está organizado por meio de componentes curriculares e currículo diferenciado para atender as especificidades da educação escolar indígena.

O curso atende demandas das Terras Indígenas Xapecó, Toldo Chimbangue, Toldo Pinhal, Toldo Imbu e Terra Indígena Kondá, localizadas nos municípios de Ipuaçu, Entre Rios, Abelardo Luz, Chapecó e Seara, cidades todas de Santa Catarina.

O objetivo desse projeto é garantir a formação docente com vistas à apreensão dos conhecimentos das diferentes áreas do saber escolarizado. O profissional estará apto a transmitir todo o conhecimento adquirido, de forma interdisciplinar, transversal e contextualizada, em consonância com os anseios e a realidade sociocultural, econômica, política e ambiental das comunidades indígenas.

A proposta prevê também a formação conforme as Diretrizes Curriculares Nacionais destinadas à Educação Escolar Indígena e do Referencial Curricular Nacional para a Educação Escolar Indígena (RCNEI). De acordo com os princípios estabelecidos pelo RCNEI, a educação escolar indígena deve ser: intercultural, bilíngue, comunitária, específica e diferenciada.

Para isso, o processo de formação dos professores busca desenvolver e imprimir posturas propositivas, atuando e participando em diferentes dimensões da vida de suas comunidades. Assim, a Unochapecó cumpre sua missão de produzir e difundir conhecimento, visando o desenvolvimento regional sustentável, além de estabelecer-se como pioneira na oferta de cursos de Licenciatura Intercultural Indígena no Brasil.

Perfil do Profissional

O licenciado que a Unochapecó forma é competente, comprometido, com postura ética, reconhecimento social e com engajamento político. Possui conhecimentos científicos, técnicos e pedagógicos, com competências para desenvolver projetos de pesquisa, definir, organizar e efetivar propostas curriculares de acordo com os níveis de ensino e os interesses das comunidades onde atua. O egresso é habilitado a atuar no exercício docente na educação infantil, ensino fundamental e em disciplinas específicas do ensino médio.

Mercado de Trabalho

A formação pela Unochapecó fornece conhecimentos ao futuro educador para que ele se torne um agente da construção e da reconstrução da comunidade em que atua. O curso capacita o licenciado indígena a atuar criando e utilizando estratégias didáticas e pedagógicas adequadas à realidade do local em que realiza suas atividades.

Dados Legais

Autorização: Resolução 053/CONSUN/2009, de 12 de maio de 2009. Alterada pela Resolução 031/CONSUN/2012
Reconhecimento:
Línguas, Artes e Literaturas: Decreto nº 2.215/2014 do Conselho Estadual de Educação, publicado do Diário Oficial de Santa Catarina nº 19.792 de 2014.
Matemática e Ciências Naturais: Decreto nº 1.870/2013 do Conselho Estadual de Educação, publicado do Diário Oficial de Santa Catarina nº 19.710 de 2013.
Ciências Sociais: Decreto nº 1.967/2014 do Conselho Estadual de Educação, publicado do Diário Oficial de Santa Catarina nº 19.742 de 2014.
Pedagogia: Decreto nº 2.125/2014 do Conselho Estadual de Educação, publicado do Diário Oficial de Santa Catarina, nº 19.792 de 2014.

  • Licenciatura
  • DURAÇÃO: 5 ANOS (4215 HORAS)
  • MODALIDADE: PRESENCIAL
  • CAMPUS CHAPECÓ SC
  • INTEGRAL

A MELHOR ESTRUTURA DA REGIÃO

MATRIZ CURRICULAR

ACONTECE NO CURSO

COORDENAÇÃO

MARCIA MORENO

Possui graduação em Desenho e Plástica Licenciatura pela Universidade Federal de Santa Maria (2002), graduação em Desenho e Plastica Bacharelado pela Universidade Federal de Santa Maria (2000), mestrado em Educação pela Universidade Federal de Santa Maria (2005) e especialização em Criatividade: arte e tecnologias pela Universidade Comunitária da Região de Chapecó (2009). Coordena a Galeria de Artes Agostinho Duarte (Unochapecó). Tem experiência na área de Artes, com ênfase em Desenho, criatividade, Sketchbook, pintura de painéis e educação. Coordena o curso de Licenciatura Intercultural Indígena em Línguas, Artes e Literaturas (Unochapecó). Líder do grupo de pesquisa: Arte, Visualidade e Cultura (Unochapecó). Atuou como vice presidente do Conselho de Cultura e Políticas da Secretaria de Cultura de Chapecó - SECUL. Foi membro associado da ADENTRO (Associação dos Artistas Visuais da Região Oeste).

Possui graduação em Desenho e Plástica Licenciatura pela Universidade Federal de Santa Maria (2002), graduação em Desenho e Plastica Bacharelado pela Universidade Federal de Santa Maria (2000), mestrado em Educação pela Universidade Federal de Santa Maria (2005) e especialização em Criatividade: arte e tecnologias pela Universidade Comunitária da Região de Chapecó (2009). Coordena a Galeria de Artes Agostinho Duarte (Unochapecó). Tem experiência na área de Artes, com ênfase em Desenho, criatividade, Sketchbook, pintura de painéis e educação. Coordena o curso de Licenciatura Intercultural Indígena em Línguas, Artes e Literaturas (Unochapecó). Líder do grupo de pesquisa: Arte, Visualidade e Cultura (Unochapecó). Atuou como vice presidente do Conselho de Cultura e Políticas da Secretaria de Cultura de Chapecó - SECUL. Foi membro associado da ADENTRO (Associação dos Artistas Visuais da Região Oeste).

COORDENAÇÃO

TERESA MACHADO DA SILVA DILL

Mestre em História pela Universidade de Passo Fundo- UPF. Docente e Coordenadora da Pós Graduação Lato Sensu em Educação Em Direitos Humanos (EDH). Coordenadora Geral do Plano Nacional de Formação de Professores da Educação Básica - PARFOR pela Universidade Comunitária da Região de Chapecó -Unochapecó. Possui experiência em História com ênfase Historiografia. Pesquisadora dos Grupos de Pesquisa Desenvolvimento Regional, Política Pública e Governança; Desigualdades Sociais, Diversidades Socioculturais e Práticas Educativas; Política Pública e Desenvolvimento Regional.

Mestre em História pela Universidade de Passo Fundo- UPF. Docente e Coordenadora da Pós Graduação Lato Sensu em Educação Em Direitos Humanos (EDH). Coordenadora Geral do Plano Nacional de Formação de Professores da Educação Básica - PARFOR pela Universidade Comunitária da Região de Chapecó -Unochapecó. Possui experiência em História com ênfase Historiografia. Pesquisadora dos Grupos de Pesquisa Desenvolvimento Regional, Política Pública e Governança; Desigualdades Sociais, Diversidades Socioculturais e Práticas Educativas; Política Pública e Desenvolvimento Regional.

DEPOIMENTOS

​​Sobre Estágios:

"Estagiar faz conhecer realidades diferentes, se sentir inserido, como parte de algo muito maior. A percepção de mundo amplia e você tem um crescimento profissional e pessoal, se torna mais humano."

Ingrid Thays Santin - acadêmica de Publicidade e Propaganda

Sobre bolsas de estudo:

​​"Facilita a entrada na Universidade, como geração e fomento à aprendizagem, à geração de novos conhecimentos e à qualificação profissional. Sem ela não teria condições de cursar nível superior."

Ricardo Luiz Inocêncio - acadêmico de Administração

Sobre intercâmbio:

"O intercâmbio foi de grande importância, pois abriu as portas para um mundo repleto de novidades, conhecimento e possibilidades, principalmente na minha área de formação."

Marina Folle Schielke - acadêmica de Jornalismo

A UNO FAZ MAIS POR VOCÊ