Webmail
Menu Busca

A história da região Oeste nas salas de aula

Educação

Texto Ícaro Colella* 

 

Conhecer a história da região Oeste de Santa Catarina é um privilégio que os estudantes da Rede Municipal de Educação de Chapecó têm desde pequenos. O Centro de Memória do Oeste de Santa Catarina (Ceom) da Unochapecó possibilita esse conhecimento por meio de exposições e atividades educativas. Para enriquecer ainda mais esse conteúdo, o Ceom fez a entrega do material didático 'Como era antes? O patrimônio arqueológico pré-colonial do Oeste Catarinense', na última sexta-feira (06/02), durante uma atividade de formação de professores da rede municipal. Essa é mais uma ação que mantém vivo o vínculo com a comunidade.   

Os professores deverão utilizar o material e adaptar o conteúdo para os alunos

O material possui um referencial teórico voltado aos profissionais da educação. Os professores deverão adaptar o conteúdo para as crianças e os adolescentes e utilizá-lo nas aulas ao longo do semestre. Desta forma, os alunos têm acesso ao resultado de importantes pesquisas, que enriquecerá a experiência nas futuras visitas ao Centro. A parceria do Ceom com as escolas é de longa data, já houveram outras oportunidades de realização de oficinas com professores e visitas guiadas com os estudantes. O interessante, dessa vez, foi conseguir um espaço em que todos os professores do ensino fundamental estivessem reunidos. 

Além da apresentação do Centro, foi objetivo do evento a elaboração do plano trimestral do Currículo Base da Rede Municipal. "Avaliamos a nossa participação de forma positiva, primeiro pela abertura de espaço e parceria que a Secretaria de Educação mantém com o Ceom, e, também, pela oportunidade de criar novos diálogos e refletir junto com os professores sobre as possibilidades de atuação do Ceom junto ao Currículo Base", explica a técnica em Educação Patrimonial do Ceom, Aline Bertoncello.

A segunda edição desse material foi produzida e impressa através do projeto 'Pesquisa e difusão da história das ocupações humanas pré-coloniais do alto rio Uruguai'. A partir de um termo de ajustamento de conduta sob o número SEI/IPHAN 0462925, onde o beneficiário foi o Ceom, integrante do Cadastro Nacional de Instituições de Guarda e Pesquisa de bens arqueológicos.

 

*Estagiário sob supervisão de Jessica De Marco

COMPARTILHE
TAGS
Unochapeco
Professores
Pre
Historico
estudantes
Ceom

LEIA TAMBÉM

comments powered by Disqus
Pós-Graduação UNOCHAPECÓ
Chame no Whatsapp