Webmail
Menu Busca

Acadêmicos vivenciam processos da indústria ainda na graduação

Educação

Texto Ana Vertuoso*

 

Quem escolhe o curso de Engenharia Mecânica, muitas vezes têm em mente setores ligadas à mobilidade, como o desenvolvimento de carros ou aviões. Porém, é importante ressaltar algo que os calouros percebem logo no início da graduação. “É uma das profissões com maior número de atribuições. Os egressos podem atuar no projeto, fabricação e manutenção de equipamentos e produtos. Eles também se destacam na atuação tecnológica e de gestão em áreas diversas, como indústrias de transformação, alimentícia, transporte e infraestrutura”, explica o coordenador do curso da Unochapecó, professor Everton Rafael Breitenbach.

Carro da Equipe Fórmula Uno na Fórmula SAE Brasil 2018

Hoje (05/06) é comemorado o Dia do Engenheiro Mecânico, e o curso da Uno possui diversos projetos que possibilitam aos estudantes aprofundarem seus conhecimentos ainda na graduação. Exemplo disso é o fato do curso possuir três projetos associadas às categorias da SAE Brasil: Fórmula Uno, Baja Unochapecó e AeroUno. Há algum tempo, a equipe do Fórmula Uno já participa da Fórmula SAE Brasil, uma competição à nível nacional realizada anualmente. “Na última participação, eles concluíram com êxito todas as etapas, obtendo pontuação superior a equipes bem tradicionais”, lembra o coordenador.

Já o projeto Baja Unochapecó, conhecido também como Desbrava Cross, passou recentemente por uma reestruturação. O veículo estilo off road construído pelos acadêmicos ganhou um novo chassis e desenvolvimentos importantes, já que a equipe pretende participar de competições regionais. Ainda, o AeroUno, projeto mais recente do curso, está pronto para ser colocado em prática quando a pandemia de Covid-19 passar e eventos como os da categoria voltarem a ser realizados.

Yuri é egresso e professor do curso

Para o egresso do curso e professor da Unochapecó, Yuri Daniel Moratelli, que participou dos projetos Baja e Fórmula, os estágios que realizou durante a graduação foram importantes para seu direcionamento profissional. “Acabei gostando muito da área de projetos, onde atuo até hoje. Fiz mestrado em Engenharia Mecânica na área de projeto de robôs industriais e atualmente trabalho na Ibraflex Industrial”.

Deste modo, quando decidiu continuar a trajetória acadêmica como professor, Yuri não exitou em voltar para a Instituição. “A Unochapecó é uma Universidade muito séria, por isso, após retornar para Chapecó, foi a melhor escolha para exercer a docência de forma concreta”, explica.

Curso conta com estrutura de qualidade para as aulas práticas

Além disso, o curso não desenvolve apenas projetos com fins competitivos, mas atende também a demandas específicas da comunidade. Em setembro do ano passado, o Projeto Radiopatrulha entregou à Polícia Militar uma viatura modelo, adaptada para auxiliar os profissionais durante as rondas realizadas diariamente. O trabalho dos cursos de melhoria durou dois anos e envolveu estudantes das Engenharia Mecânica, Elétrica e de Produção da Uno.

De acordo com o coordenador do curso, estudantes de todos os períodos participam destes projetos, e assim, podem aplicar na prática os conhecimentos obtidos em sala, desenvolver habilidades de relacionamento e, também, participar de pesquisas científicas. “Ainda, para aqueles com perfil voltado à ciência, projetos de pesquisa com duração anual são contemplados, contribuindo para a formação de talentos para a atuação acadêmica”, finaliza.

 

*Estagiária sob supervisão de Jessica De Marco

COMPARTILHE
TAGS
Unochapeco
Engenharia mecânica
Dia do engenheiro mecânico

LEIA TAMBÉM

comments powered by Disqus
Pós-Graduação UNOCHAPECÓ
Chame no Whatsapp