Minha Uno
Webmail
Menu Busca

Curso de Jornalismo viaja pelo Oeste Catarinense

Educação

Texto Isadora Figueiró Zanluchi*

 

Os alunos do primeiro período do curso de Jornalismo da Unochapecó, no dia 04 de junho, tiveram um dia para aprofundar conhecimentos sobre o campo da comunicação. Durante uma viagem de estudos organizada pelo professor e coordenador do curso, Francesco Flávio da Silva, os acadêmicos conheceram três veículos de comunicação da região Oeste. 

O primeiro local visitado foi a rádio Centro Oeste, na cidade de Pinhalzinho, onde foram recebidos pelos jornalistas Gilmar Bortese e Henrique Koch, egressos do curso de Jornalismo da Unochapecó. A rádio Centro Oeste existe desde 1978 e se mantém com o propósito de levar informação à população. Na sequência, já na cidade de São Miguel do Oeste, os estudantes foram recebidos na Rede Peperi de Comunicação, pelo jornalista e colaborador da Peperi, Marcos Lima. O Grupo Peperi de Comunicação conta com sete emissoras de rádio espalhadas pelo Oeste de Santa Catarina e cinema nas cidades de São Miguel do Oeste e Itapiranga. A viagem encerrou no grupo WH Comunicações, na cidade de Maravilha, onde está sediado a Líder, emissora de rádio e jornal online, um espaço integrado, onde todos os jornalistas trabalham em conjunto e a sala de rádio com visão panorâmica.

O Oeste Catarinense é um dos maiores polos de mídia do estado e emprega muitos profissionais do jornalismo nas mais diversas áreas da comunicação. "Aproximar os estudantes deste cenário é fundamental não só para ampliar o leque de possibilidades que o mercado abre para os jovens profissionais, mas também para criar relações e contatos com as empresas desde cedo", conta Francesco.

Além de proporcionar conhecimento sobre o trabalho jornalístico, as viagens de estudo também aproximam os estudantes das áreas que gostariam de atuar. Em sala de aula a perspectiva dos alunos envolve, na maioria das vezes, somente a teoria. "É de extrema importância levar os acadêmicos para dentro dos veículos de comunicação para acompanhar o trabalho real do jornalista. A gente convive diariamente com excelentes professores que têm uma jornada incrível como jornalistas, com os próprios colegas que já trabalham na área, o que faz com que nossas expectativas aumentem em relação à profissão", comenta Vitor Bianchin, calouro do curso. Instigar os estudantes a buscarem novas possibilidades e perspectivas é o que os torna bons profissionais no mercado de trabalho.

 

*Estagiária da Acin Jornalismo, sob supervisão de Eliane Taffarel

COMPARTILHE

LEIA TAMBÉM

comments powered by Disqus