Webmail
Menu Busca

Curso de Medicina discute atualidades e especificidades da profissão

Educação

Texto Gabriel Kreutz*

 

Estamos cada vez mais conectados. Não tem como fugir disso, a tecnologia está presente nos processos do nosso dia a dia e na medicina não é diferente. As modernidades voltadas para a àrea da saúde estão aí para melhorar nossa vida, e cabe aos médicos também se adaptarem a elas e utilizarem a seu favor e a favor dos pacientes. Esta discussão sobre inovações e tecnologias exponenciais marcou o início da 9ª Semana Acadêmica de Medicina da Unochapecó, que ocorreu nos dias 17, 19 e 21 de setembro.

"Hoje conseguimos monitorar nossos batimentos cardíacos, ver como está nossa taxa de glicose, como está nossa pulsação, como estão várias coisas que acontecem no nosso corpo, e que antes dependiam de um exame clínico. Agora isso está cada vez mais na palma da mão. Essa transformação da medicina, que hoje é muito baseada na emergência, para uma medicina que está se tornando cada vez mais preventiva, acredito que vai melhorar muito os custos de saúde e nossa qualidade de vida", conta o palestrante da abertura do evento, Alexandre de Castro Pompeu.

Ele explica que, como toda mudança, no início essas novidades podem ser assustadoras, mas com estudo elas passam a ser aplicadas e contribuem com o nosso bem estar. "O desconhecimento faz com que esse susto seja maior, mas a partir do momento que você estuda, conhece e entende os benefícios que isso vai trazer para a população e para nossa vida de maneira geral, você começa a ver com outros olhares e até querer que chegue logo. E é importante entender que isso já está acontecendo, eu não trouxe nenhum exemplo de futuro, tudo que apresentei são casos reais", completa.

De acordo com o presidente do Centro Acadêmico de Medicina (Camed), o estudante Gustavo Fantin, esta edição da Semana Acadêmica começou a ser pensada ainda no fim do ano passado. "Pensamos que deveríamos mudar um pouco o panorama da Semana Acadêmica. Assim, decidimos focar em palestras com temas gerais, para impactar o conhecimento do acadêmico, como marketing para médicos, telemedicina e empreendedorismo médico, e minicursos específicos de medicina, como fraturas expostas e protocolos de Acidente Vascular Cerebral (AVC)", finaliza.

 

*Jornalista do Núcleo de Produção de Conteúdo (NPC) - Unochapecó

COMPARTILHE
TAGS
Unochapeco
Semana academica
Medicina

LEIA TAMBÉM

comments powered by Disqus