Webmail
Menu Busca

Equipe da Unochapecó divide pódio com USP e UFRJ no Vacathon 2020

Inovação

Depois de oito dias, noites e madrugadas de trabalho intenso, dividido entre criação, mentorias, elaboração de projeto e apresentação do produto, o Vacathon 2020, maratona de inovação da Embrapa Gado de Leite, premiou as três melhores soluções para os desafios da cadeia leiteira. Já no segundo ano de participação, a equipe da Unochapecó/Parque Científico e Tecnológico Chapecó@ conquistou o terceiro lugar entre 35 equipes de Instituições nacionais e internacionais. O pódio foi dividido com tradicionais instituições como a Universidade de São Paulo (USP) e a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).

O time multidisciplinar foi formado por alunos da graduação e pós-graduação e contou com a mentoria de professores da Instituição, nomeados embaixadores do Vacathon 2020.  A equipe Cow of Duty – Unochapecó/Parque Chapecó@ criou o Owner View, um aplicativo baseado em redes neurais que promete mais precisão na detecção de cio, o que resulta no aumento do sucesso nas inseminações.

A equipe campeã foi a Mimosa, da UFRJ, que apresentou a uaiCup, uma caneca para análise da qualidade do leite, rastreio de antibióticos e outras vantagens para o pequeno e médio produtor. A medalha de prata ficou com o time LacTech, da ESALQ-USP e IFSP Piracicaba, de São Paulo, que desenvolveu o Moopocket, um aplicativo para balança que armazena os dados do animal desde o nascimento até a vida adulta, proporcionando maior controle de dados. 

Santa Catarina está entre os maiores produtores de leite do país, e em Chapecó e região, a cadeia do leite sempre foi um fator muito importante para o desenvolvimento econômico. Para melhorar a produtividade e a qualidade do produto, tecnologias e inovações na área são fundamentais, por isso, muito é pesquisado e criado aqui. Por ser algo tão representativo, o Parque Científico e Tecnológico optou por selecionar os melhores talentos nas áreas de Agronomia, Medicina Veterinária, Ciência da Computação e Design para a competição.  

Solução para o bolso dos pequenos produtores

O OwnerView é uma solução baseada em visão computacional e inteligência artificial que tem como objetivo aumentar os ganhos de produção leiteira, atuando diretamente no manejo de cio de bovinos leiteiros.

Através de algoritmos de visão computacional e inteligência artificial combinados, o OwnerView é capaz de detectar cio baseado no comportamento dos animais, podendo monitorar em tempo real dezenas de animais confinados e avisar ao produtor no seu celular quais animais estão em cio, aprimorando o manejo. Deste modo, impactando diretamente na redução de doenças, na melhora da qualidade e da quantidade de leite produzido pelo rebanho, na redução de custos com material genético e redução de uso de medicamentos hormonais.

Além dos benefícios, o emprego do OwnerView reduz os custos com outros equipamentos para detecção de cio, atualmente individuais e em contato direto com os animais, causando desconforto e reduzindo o bem-estar animal, além de apresentarem problemas com quebras causadas pelos impactos gerados pela movimentação dos animais. Dado o potencial da solução e o estágio atingido durante a competição, a empresa parceira DIMO Soluções em Tecnologia pretende avançar com os testes e disponibilizar a solução no mercado em breve.

Votação 

Os 35 times apresentaram suas ideias durante todo o dia e foram avaliados por cerca de 160 juízes, que fazem parte da cadeia do leite e ecossistema de inovação no Brasil. Os critérios usados para avaliação dos projetos foram: impacto econômico, visão de futuro, barreiras de entrada e desenvolvimento e execução da proposta. Paralelamente, houve participação das torcidas através de uma votação simbólica, que atingiu a incrível marca de 42 mil votos, provando que o Vacathon mobilizou as universidades, chegou a todos os cantos do país, atravessou as fronteiras e cruzou o Atlântico.

O chefe da Embrapa Gado de Leite, Paulo Martins, afirmou a importância do trabalho de equipe e agradeceu a todos os realizadores e patrocinadores que estiveram presentes durante o evento. Ele lembrou a mudança de planos ocorrida com a chegada da pandemia e o comprometimento de todos para a realização do evento em um novo formato. “O formato virtual nos proporcionou receber as equipes da Argentina e de Angola, tenho certeza de que eles vieram para ficar. Aprendemos que é possível estarmos juntos apesar de estarmos distantes”, explicou Paulo Martins. 

Para o professor Gean Lopez da Luz, do Programa em Pós-Graduação em Tecnologia e Gestão da Inovação da Unohapecó (PPGTI), mentorar a equipe no Vacathon foi uma incrível experiência de imersão na cadeia do leite e um grande desafio de inovação. "O modelo de competição dentro de uma semana de imersão é interessante por unir um time de pessoas que, em sua maioria, não se conheciam, mas que praticam a interdisciplinaridade para promoção da inovação com o uso de técnicas de Design Thinking".

Gean também destaca que, além, da promoção das competências inerentes ao trabalho em grupo, o aprendizado dos alunos do time na área de inovação e da cadeia do leite é imenso. "O resultado foi bastante gratificante, pois, mais uma vez, a Unochapecó demonstra, agora em evento internacional, que é polo de referência em tecnologia, inovação e empreendedorismo, levando o Desbravalley para o pódio, junto com a UFRJ e com a USP".

Também, para o professor James Antonini, outro mentor da equipe da Universidade, participar do Vacathon foi extremamente gratificante. "O trabalho em grupo desenvolvido entre mentores e componentes revelou um aprendizado único, resultado do trabalho em imersão, troca de ideias e construção de um projeto com a colaboração de todos os participantes do time e colaboradores da Unochapecó".

Durante toda a Jornada, a equipe Cow of Duty contou com o apoio para o desenvolvimento do projeto da Agência de Gestão de Inovação da Unochapecó e do Parque Científico e Tecnológico Chapecó@. Todo o trabalho foi realizado no espaço da CocreationLab.

Segundo a Embrapa Gado de Leite, o Brasil é o quarto país no mundo em produção leiteira, gerando 34,8 bilhões de litros de leite inspecionado em 2019, registrando 2,7% de aumento frente a 2018. Em 2019, a cadeia leiteira empregou 4 milhões de trabalhadores no país e 1,1 milhão de produtores, gerando um faturamento estimado de R$ 105 bilhões.

COMPARTILHE
TAGS
Vacathon
Rede de inovacao
Parque cientifico e tecnologico
Inovacao
Empreendedorismo
Empreendedores

LEIA TAMBÉM

comments powered by Disqus