Webmail
Menu Busca

Equipe de Chapecó participa de desafio nacional de inovação na área leiteira

Inovação

Texto Gabriel Kreutz*

 

Santa Catarina está entre os maiores produtores de leite do país, e em Chapecó e região, ele sempre foi um fator muito importante para o desenvolvimento econômico. Para melhorar a produtividade e a qualidade do produto, tecnologias e inovações na área são fundamentais, por isso, muito é pesquisado e criado aqui. Por ser algo tão representativo, um grupo composto por um professor e seis estudantes de Chapecó foi convidado para participar do Vacathon, uma maratona para desenvolver soluções digitais voltadas à produção de leite. 

O evento ocorreu em Juiz de Fora, Minas Gerais, entre os dias 27 de outubro e 1º de novembro e reuniu 22 grupos de estudantes de instituições de ensino de todo país. A promoção foi da Embrapa Gado de Leite. Durante os cinco dias, os participantes puderam desenvolver suas ideias, com mentorias dos pesquisadores da Embrapa e dos representantes das empresas parceiras. Também, foram realizadas visitas no campo experimental da Embrapa Gado de Leite e no Instituto de Laticínios Cândido Tostes.

Membros de quatro instituições de Chapecó representaram o Parque Chapecó@

A equipe de Chapecó foi criada através do Parque Científico e Tecnológico Chapecó@, e composta por talentos da Unochapecó, UFFS, Senai e Uceff. Participaram estudantes de Agronomia, Ciência da Computação, Medicina Veterinária, Sistemas de Informação e Tecnologia em Alimentos, liderados pelo professor do Programa de Pós-Graduação em Tecnologia e Gestão da Inovação da Unochapecó, Gean Lopes da Luz.

"A nossa experiência foi grandiosa, principalmente pela imersão que tivemos na cadeia do leite como um todo. Visitamos propriedades, produtores de leite, todos os centros de pesquisa da Embrapa Gado de Leite e um Laticínio Escola de mais de 80 anos. A diversidade de palestras e conhecimentos que tivemos também foi muito interessante, pois participaram, desde um produtor, até um técnico de grande escalão da Microsoft. Os assuntos foram desde o tratamento para o carrapato, até a computação quântica, e isso nos trouxe um conhecimento gigantesco", relata o professor.

 

Legado do Queijo

Equipe apresentou a ideia 'Legado do Queijo' para uma banca de jurados

Como resultado final, todas as equipes tiveram que apresentar a solução tecnológica desenvolvida, no último dia do evento. O ideia criada pela equipe de Chapecó consistiu num portal de vendas de queijos artesanais de todo Brasil e para todo Brasil. "Surgiu a partir do problema detectado, de que o produtor de queijo artesanal não tem o seu trabalho valorizado e tem um potencial de produção muito maior do que ele produz hoje. Ele entende muito bem sobre como produzir um queijo com muito sabor, mas não entende de comércio. Então, trazemos a solução do comércio com o portal, chamado Legado do Queijo", conta Gean.

A ideia do nome também remete ao objetivo de levar a história e a cultura do queijo para o consumidor. "Cada queijo tem sua história, e essa história é contada dentro do nosso portal. Se você vai escolher o queijo, vai ver fotos da propriedade, história do produtor, detalhes do queijo e também possíveis combinações. Além da venda direta, existe a possibilidade de participar de um clube do queijo brasileiro", explica.

Por ser o primeiro ano que uma equipe de Chapecó participa do Vacathon, a posição final do time foi muito satisfatória. "Nós competimos com diversas universidades federais e de renome do país todo, e entre 22 equipes, nós ficamos entre os 10 melhores. Por ser o primeiro ano de participação, foi um sucesso total, nos destacamos com as nossas ideias e propostas", completa.

 

Nova Minas Gerais

Em setembro, durante o Summit Chapecó@, a Unochapecó recebeu a Caravana 4.0 da Embrapa Gado de Leite, e na oportunidade surgiu o convite para uma equipe de Chapecó participar do Vacathon. O chefe-geral da Embrapa, Paulo do Carmo Martins, reforça que a participação da equipe do Oeste Catarinense foi muito importante, já que a Embrapa reconhece Santa Catarina como a nova Minas Gerais, junto com o sudoeste do Paraná e o noroeste do Rio Grande do Sul. A comparação ocorre devido ao estado mineiro ser, historicamente, referência em produção de leite.

"Se Santa Catarina é a nova Minas Gerais, Chapecó é a nova Belo Horizonte, pois tem um futuro muito grande, o crescimento do leite já está acontecendo. Estou convencido de que as quatro instituições de ensino presentes, lideradas pelo Parque Tecnológico, vão possibilitar um vínculo muito forte, não só com a Embrapa, mas também com as outras Instituições participantes do evento. Para nós, se Chapecó não vier nas próximas edições, vai ser uma lacuna que não terá como ser preenchida", finaliza.

 

*Jornalista do Núcleo de Produção de Conteúdo (NPC) - Unochapecó

COMPARTILHE
TAGS
Vacathon
Unochapeco
Producao leiteira
Embrapa gado de leite

LEIA TAMBÉM

comments powered by Disqus