Webmail
Menu Busca

Estudantes de Arquitetura e Urbanismo participam de palestra com Rodrigo Ferraz

Profissão

Texto Ícaro Colella*

 

Referência na arquitetura nacional, Rodrigo Marcondes Ferraz esteve em Chapecó na última sexta-feira (18/10), para palestrar sobre a profissão, mercado de trabalho e suas experiências. O evento foi organizado pelo Núcleo D, com apoio da Unochapecó. Os acadêmicos de Arquitetura e Urbanismo e profissionais da área puderam ter contato com os relatos e experiências do profissional. Pela manhã, foi realizada uma conversa mais descontraída no Castelinho, local onde acontece a Decorare, e depois, à noite, os participantes puderam desfrutar da palestra que aconteceu no Hotel Lang Palace. Rodrigo é sócio do escritório FGMF, localizado em São Paulo, que é hoje um dos escritórios brasileiros mais consistentes, versáteis e contemporâneos, que coleciona prêmios internacionais em seus diversos projetos.

Japan House, localizada na Avenida Paulista 
(Foto: Divulgação Kengo Kuma and Associates)

A empresa foi criado em 1999 por colegas de universidade, com um nova proposta de fazer arquitetura. Durante a palestra, Rodrigo mostrou alguns projetos do escritório que são relevantes para ilustrar o crescimento da empresa e mostrar a prática profissional de maneira ampla. Além da temática empresarial e de gestão, foram levantadas questões sobre o atual mercado de trabalho da Arquitetura e a valorização da profissão.

Além da experiência, Rodrigo trouxe para a conversa algumas de suas obras mais conhecidas. As três elencadas por ele são construções que deixam qualquer um deslumbrado: o Edifício Corujas, a Casa Grelha e o recém premiado no Prix Versailles 2018, o Japan House, resultado de uma parceria da FGMF, com a Kengo Kuma, uma empresa Japonesa. "A Casa Grelha é um dos nossos projetos mais conhecidos. Recentemente, fizemos o edifício corujas, nosso primeiro prédio feito para o mercado imobiliário, que abriga escritórios, mas com uma proposta bem diferente. Então, é um prédio com varandas e espaços de convivência, um projeto bem marcante", ressalta. Já o Japan House, um prédio no estilo japonês, está localizado em uma das mais importantes avenida do país, a Avenida Paulista. Para ele, esse projeto trouxe uma experiência interessante pelo contato com os japoneses, ao ser inserido em outras cultura e novas maneiras de fazer arquitetura.

Além das recentes construções, foi trazido para o debate os primeiros trabalhos, que também carregam a sua importância na trajetória da empresa. "Logo no início fizemos o Edifício Kaze, por exemplo, que é um prédio pequeno lá em São Paulo, feito para abrigar uma rede de salões de cabeleireiro. Foi o nosso primeiro projeto feito do zero, antes a gente tinha feito apenas algumas reformas. Depois, outro projeto marcante foi feito em uma favela de São Paulo, que é um prédio assistencial, para atender a comunidade".

 

Katiane comenta que os projeto da FGMF são estudados pelos acadêmicos da Uno

Novas formas 

Segundo a coordenadora de Arquitetura e Urbanismo da Unochapecó, professora Katiane Balzan da Luz, o curso proporciona o contato com profissionais renomados na área e a participação dos estudantes nesses eventos tem um papel muito importante na construção da vida profissional. "A fala do Rodrigo vem no sentido de pensar a arquitetura de uma nova forma. Ele trouxe muito sobre as premissas da arquitetura amigável nos projetos que já foram executados, com reconhecimento nacional e internacional, e também projetos que ainda não foram realizados. Esses são aspectos que a gente trabalha muito em sala de aula".

Na palestra, os estudantes puderam compreender o processo de criação de várias obras e edificações que eles usam como modelo dentro da universidade. Nos estudos de caso e nas análises de referência, muitos projetos do FGMF são utilizados. Katiane conta que foi interessante ouvir do lado do arquiteto sobre os processos de desenvolvimento envolvidos, seja financeiro, problemas de obra, e entender como isso impacta no processo de criação. "Acredito que para os acadêmicos tenha sido bem gratificante, e para mim foi uma satisfação poder levar os estudantes para conhecer esse profissional que tem tanto reconhecimento na nossa área", completa.

 

*Estagiário sob supervisão de Gabriel Kreutz

COMPARTILHE
TAGS
Urbanismo
Unochapeco
Rodrigo
Decorare
Arquitetura

LEIA TAMBÉM

comments powered by Disqus