Webmail
Menu Busca

Pode entrar viu, só não arrepare a bagunça

Cultura

Texto Ícaro Colella*

 

A Galeria Agostinho Duarte da Unochapecó está com a cara da Região Oeste. A nova exposição "Pode entrar viu, só não arrepare a bagunça" do Coletivo Inço, traz a quem entra no local um ambiente rural, que para muitos, faz lembrar da infância no interior. Entre potes de conserva, fotografias antigas e muita poesia, a mostra segue aberta para visitação até o dia 28 de junho.

Mais do que uma exposição de arte, os artistas realizadores, Audrian Cassanelli e Diana Chiodelli, egressos do curso de Artes Visuais da Uno, reforçam a cultura local e acreditam numa aproximação das pessoas com as obras, que na maioria das vezes são objetos cotidianos. A galeria está repleta de impressões fotográficas, adesivos, objetos, instalação e áudios, para introduzir o visitante em um cenário rural.

Diana relata que a mostra foi pensada e montada a partir de símbolos e significados que sugerem o interior. Em específico, a residência de Dona Inês, que os artistas conheceram durante residência artística em São Valentim, no Rio Grande do Sul. Compreendeu-se então a necessidade de utilizar o formato expositivo para promover a interação das pessoas.

A vida na cidade grande, cada vez mais agitada, deixa passar despercebido o que há de mais importante, o olhar para o outro e o diálogo, que já não é feito com tanta frequência. Esse ambiente montado estabelece uma estreita relação com o seu título, afinal, refere-se a expressão utilizada como convite para a prosa.

 

*Estagiário sob supervisão de Gabriel Kreutz

COMPARTILHE
TAGS
Obras
Inço
Galeria
Artes

LEIA TAMBÉM

comments powered by Disqus