Webmail
Menu Busca

Preço do cesto de produtos básicos continua mais caro em Chapecó

Mercado

O preço do cesto básico aumentou mais uma vez em Chapecó, pelo sétimo mês consecutivo. Em maio, a variação no custo foi de 1,75% em comparação com abril, um aumento menor que o do mês anterior, que foi de 4,54%. A pesquisa é realizada mensalmente pelo curso de Ciências Econômicas da Unochapecó em parceria com o Sindicato do Comércio da Região de Chapecó (Sicom). A coleta de dados aconteceu nos dias 04 e 05 de maio, em dez estabelecimentos comerciais do município de Chapecó, levando em consideração o consumo de famílias que recebem de um a cinco salários mínimos. 

Com o novo aumento, o consumidor chapecoense precisará de 1,43 salários mínimos para adquirir o cesto neste mês, enquanto que em abril era necessário 1,40 salários mínimos para adquiri-lo. O  produto que teve a maior redução em termos percentuais foi a laranja de suco, que registrou recuo de 25,70% no seu preço. Segundo o site da Hf Brasil, o valor da fruta pode ter reagido ao cenário de menor demanda das indústrias e instituições escolares devido ao Covid-19.Em contrapartida, a batata aumentou em 61,55%, representando o produto que registrou o maior aumento percentual do cesto. De acordo com o site da Hf Brasil, esse aumento tem ligação com uma diminuição considerável na oferta do tubérculo, que foi prejudicada pela estiagem na região. 

Neste mês, o aumento no custo monetário do cesto básico foi de R$ 25,46 para o consumidor. O valor necessário para adquirir o cesto em abril era de R$ 1.458,63 e já em maio este valor passou para R$ 1.484,10. Na comparação com os últimos doze meses, o preço do cesto também registrou aumento. Em maio de 2019 o custo era de R$ 1.420,95, significando uma elevação de 4,44% no valor nos últimos 12 meses.

 

Preço da cesta básica também se eleva

A cesta básica é a síntese dos preços de treze dos principais produtos que compõem o cesto básico que são: açúcar, arroz, café moído, carne bovina, farinha de trigo, feijão preto, leite, banana, margarina, óleo de soja, pão francês, batata inglesa e o tomate.

Em Chapecó, o custo da cesta básica apresentou um aumento mais expressivo: 9,54% em relação ao mês de abril. No mês anterior, a cesta custava R$ 332,17 e este mês passou para R$ 363,85. Também houve crescimento no custo em relação ao mesmo período no ano anterior. Em maio de 2019 era de 359,94, representando uma variação de 1,09% nos últimos 12 meses.

Com o custo da cesta básica neste valor, os consumidores, que precisavam de 0,32 para adquirir a cesta básica em abril, precisarão de 0,35 salários mínimos para adquirir a cesta em maio. 

 

*Com informações do curso de Ciências Econômicas

COMPARTILHE
TAGS
Unochapeco
Sicom
Cesto
Cesta

LEIA TAMBÉM

comments powered by Disqus
Pós-Graduação UNOCHAPECÓ
Chame no Whatsapp