Webmail
Menu Busca

Segunda edição do Programa Nascer está com inscrições abertas

Inovação

Texto Ana Vertuoso*

 

Para que uma boa ideia faça a diferença na vida de uma, duas ou dezenas de pessoas, é necessário colocá-la em prática. Porém, não é preciso fazer isso sozinho. Por meio do Programa Nascer, financiado pela Fapesc e pelo Sebrae/SC, com apoio do Parque Científico e Tecnológico Chapecó@, empreendedores podem transformar suas ideias inovadoras em negócios viáveis. As inscrições para a segunda edição estão abertas até 30 de junho e podem ser realizadas por meio do site da Fapesc.

Após o processo de seleção, os projetos aprovados passarão por uma pré-incubação gratuita no CocreationLab Chapecó@, um espaço de trabalho colaborativo da Unochapecó voltado para o desenvolvimento de ideias inovadoras dentro das áreas de economia criativa, que tenham potencial de gerar novos empreendimentos. Ao longo de cinco meses, todos irão receber apoio por meio de atividades como mentorias, palestras e workshops.

“O processo desenvolvido no CocreationLab possibilita aos empreendedores estruturar e modelar sua ideia de inovação por meio de uma plataforma online, a fim de avaliar a viabilidade de desenvolvimento da mesma. As mentorias e webinars oferecidos servem como suporte para que o empreendedor tenha a confiança necessária do projeto para seu desenvolvimento", explica a coordenadora da pré-incubadora, professora Franciele Pastre.

 

Quem pode participar

De acordo com o edital do Programa, para encaminhar uma ideia é necessário residir em Santa Catarina, ter 18 anos completos, ter qualificação compatível com o tema da proposta, estar adimplente junto à Fapesc e possuir currículo atualizado na plataforma. Além disso, estrangeiros precisam estar em situação regular no país. 

As propostas deverão ser submetidas de forma online via Fapesc, somente por um proponente e em um único polo. Serão aceitas ideias que envolvam a conversão de conhecimento tecnológico em novos produtos, processos ou serviços. “Depois de selecionados, poderão ser incubados e receber apoio de aceleradores e investidores”, finaliza o diretor da Agência de Gestão da Inovação da Unochapecó, professor Rodrigo Barichello.

 

*Estagiária sob supervisão de Jessica De Marco

COMPARTILHE
TAGS
Unochapeco
Sebrae
Inovaçao
Fapesc
Cocreationlab

LEIA TAMBÉM

comments powered by Disqus
Pós-Graduação UNOCHAPECÓ
Chame no Whatsapp