Webmail
Menu Busca

Sorriso Para a Vida leva alegria ao Hospital da Criança

Comunidade

Texto Ana Vertuoso*

 

Já que o contato não é possível, nos reinventamos para comunicar amor. Uma chamada de vídeo no fim da tarde, um presente deixado na porta de um amigo ou uma canção de esperança são declarações capazes de carregar diversos sentimentos. Com voz, instrumentos e muitos balões, os estudantes e voluntários do 'Sorriso Para a Vida' fizeram justamente isso. Na última quarta-feira (07/10), baseados na premissa que dá nome ao Programa de Extensão da Unochapecó, eles levaram alegria para os pequenos da ala pediátrica e oncológica do Hospital da Criança. 

A ideia de realizar uma apresentação musical surgiu a partir dos jovens do projeto 'Plantão da Alegria', que integra o Programa. Em um grupo de Whatsapp, começaram os planos, ideias, e em pouco tempo, o número de participantes cresceu. De acordo com a coordenadora de Medicina, professora Mayra Zancanaro, eles foram os grandes responsáveis pela atividade.

"Os acadêmicos se envolveram, se engajaram, escolheram as músicas e correram atrás de patrocinadores. Então, a atividade só foi possível graças ao envolvimento dos estudantes". 

O grupo cantou diversas músicas brasileiras

Foram trinta minutos de muita música, apresentadas em frente ao Hospital para uma audiência encantada. Os olhos brilhantes das crianças, pais e enfermeiros quase não piscavam, a fim de não perder nenhum detalhe. Porém, eles não foram os únicos que gostaram da ação. "Eu acho que a gente poder fazer algo para alguém, nem que seja tão pequenininho assim, já muda a nossa perspectiva de vida. Abriu a minha mente porque vivemos numa bolha, não sabemos realmente como são as coisas fora disso. Então, ver as crianças, poder tirar um sorriso delas, dar um mimo, é muito gratificante", conta a estudante Maria Eduarda Hanel, do primeiro período de Medicina.

Essa sensação de gratidão foi compartilhada por todos os voluntários dos cursos de Medicina, Enfermagem, Fisioterapia e Pedagogia, que transformaram aquele momento em algo muito especial. Para uma das organizadoras da atividade, professora Michele Minozzo dos Anjos, isso é motivo de orgulho. "É um sentimento de que a gente não está formando apenas profissionais na área da saúde, mas estamos formando seres humanos. A participação dos estudantes, todas as questões que envolveram esse processo, fez toda a diferença, e tenho certeza que vai marcar a vida acadêmica dos nossos estudantes".

Todas as crianças receberam um kit especial

Michele também conta que, graças aos patrocínios, cada criança recebeu um kit do projeto. Dentro das sacolas enfeitadas estavam camisetas, máscaras, bolachas doadas pela Rede Feminina de Combate ao Câncer e diversos outros itens. Além disso, o apoio da comunidade permitiu ao projeto expandir a ação. "Inicialmente, a gente tinha intenção de fazer somente para as crianças do Hospital da Criança, mas como tivemos vários patrocinadores interessados em participar, expandimos também para o Serviço de Acolhimento Municipal, a Clínica Escola de Fisioterapia da Uno e o Programa Viver". 

A parceria da Unochapecó com o Hospital gerou uma mensagem de carinho. Um Dia das Crianças antecipado se transformou em um instante de abstração na rotina de quem enfrenta tanto, desde pequeno, com coragem. Em qualquer momento difícil, estar junto, fisicamente ou não, e poder contar com alguém faz a diferença. Neste caso, naquela manhã, as músicas e a energia contagiante dos voluntários e estudantes, levaram às crianças um alento, algo que ficará marcado na memória de todos que lá estavam.

 

*Estagiária sob supervisão de Gabriel Kreutz

COMPARTILHE
TAGS
Sorriso para a vida
Pedagogia
Medicina
Fisioterapia
Enfermagem
Dia das crianças

LEIA TAMBÉM

comments powered by Disqus