Webmail
Menu Busca

Vértice reúne mais de 300 participantes e aborda novas perspectivas de inovação

Educação

Alana de Bairros e Jaine Fidler Rodrigues*

 

Com o objetivo de explorar os coletivos de universos independentes, a Vértice - Semana Acadêmica Integrada foi realizada entre os dias 7 e 11 de outubro e reuniu estudantes e professores dos cursos de Design, Jornalismo, Moda, Produção Audiovisual e Publicidade e Propaganda. Egressos e profissionais do mercado de trabalho também puderam participar e socializar o conhecimento em palestras e oficinas.

Conforme um dos coordenadores do evento, professor Alexsandro Stumpf, a Semana Acadêmica Integrada possibilita que os estudantes de Comunicação, Design e Moda absorvam conhecimento de outras áreas para buscarem diferenciais em suas profissões. Ele complementa que o evento agrega muito em relação a novas possibilidades de sair da zona de conforto e pensar fora da caixa. "Foram apresentadas estratégias e soluções inovadoras e criativas que visam o bem-estar dos envolvidos, a sustentabilidade, as ações sociais e demais propostas que tenham relação com a melhoria na condição de vida das pessoas", ressalta.

A palestra da primeira noite foi com os sócios-proprietários da Dobra

'Hackeando a dobra: por dentro de uma das dez startups mais conscientes do Brasil' foi o tema da palestra de abertura, ministrada pelos sócios-proprietários da Dobra, Eduardo Hommerding e Guilherme Massena. Incomodados com o atendimento e a administração tradicional das empresas, desde 2016 os jovens inovam na autogestão do empreendimento, que foi do zero aos 150 mil clientes em três anos. Tornar o mundo mais aberto, irreverente e do bem é um dos lemas da Dobra. 

Salários igualitários para todos os funcionários, férias ilimitadas, horários livres de trabalho, atendimento informal e relação intimista com os clientes são alguns dos diferenciais da empresa. Eduardo e Guilherme explicaram que na mesma medida que a liberdade é maior, a responsabilidade também. Para a estudante do 4º período de Publicidade e Propaganda, Mariana Battisti, a palestra propiciou uma forma diferente de pensar. “O jeito deles de trabalhar me motivou muito para continuar nesta área e sempre tentar inovar”, salienta. 

Apresentações musicais abriram as duas noites de palestra. A banda Pancas Dream apresentou-se no primeiro dia e surpreendeu a todos no Salão Nobre. Para um dos integrantes do grupo, Francisco Faganello, estudante do 4º período de Produção Audiovisual, foi ótimo levar o contexto artístico para o ambiente acadêmico. "É muito positiva a possibilidade que esse espaço abre para outros artistas dentro dos cursos de comunicação e da Unochapecó em eventos futuros", acrescenta.

Foram realizadas oficinas com as mais diversas temáticas

No encerramento, as estudantes Nara Morello Lovato e Maria Eduarda Dias Duarte fizeram uma apresentação de violoncelo, e por fim, a egressa de Publicidade e Propaganda, Amanda Cadore, cantou e envolveu a plateia. Durante a terça-feira (08/10) e quinta-feira (10/10), foram ofertadas 24 oficinas, que contemplaram diversas áreas de atuação. As temáticas foram diversificadas e abordaram desde tatuagem, aquarela, trilha sonora, games e direção de atores, até assessoria de comunicação. O estudante do 6º período de Design, Ricardo Gibba, teve a experiência de envolver-se no processo de desenvolvimento das artes de divulgação da Vértice, no Escritório de Design. Com a participação nas oficinas e palestras, pôde vivenciar a integração entre os cursos e abrir os horizontes sobre as áreas de atuação. "Pude perceber a vasta gama de atuação que podemos explorar", comenta. 

Na quarta-feira (09/11), as atividades foram organizadas pelos Centros Acadêmicos dos cursos envolvidos e proporcionou a socialização de arte e conhecimento. A noite contemplou amostra dos trabalhos realizados pelos estudantes, apresentação cultural, exposição de prints e artes, brechó, exibição de documentário e curtas, além de uma feirinha com artesanatos e lanches.

No encerramento da Vértice, na sexta-feira (11/10), uma das palestrantes da noite foi Maria de Moreira Guimarães, sócia-proprietária da Meia Cinco Dez. A empresa presta consultoria para marcas e agências com a missão de mudar o papel da mulher na publicidade para acompanhar os novos papéis da mulher na sociedade. Túlio Custódio também ministrou a palestra, representando a Inesplorato, uma curadoria de conhecimento. A empresa tem a proposta de trabalhar contra o excesso de informações que estão dispostas nos meios.

Foram abordadas formas de atuar em consultoria com viés político e inovador. Os estudantes puderam compreender novas perspectivas de mercado de trabalho. "Não podemos nos prender ao modelo tradicional de comunicação, mas sim inovar para que tenhamos destaque". Foi com essa ideia que a estudante Claudia Eduarda Schverz, do 2º período de Jornalismo, finalizou a sua primeira Semana Acadêmica na graduação. Além disso, ela avalia com muita satisfação a troca de experiências que a Vértice possibilitou.

 

*Estagiarias da Acin Jornalismo sob supervisão de Eliane Taffarel

COMPARTILHE
TAGS
Vertice
Unochapeco
Gato
Comunicacao

LEIA TAMBÉM

comments powered by Disqus