Minha Uno
Webmail
Menu Busca

Cultivo vegetal dispensa a utilização do solo

Geral

Um trabalho de pesquisa sobre o cultivo de alfaces hidropônicas é desenvolvido pelo curso de Agronomia da Unochapecó, em parceria com a Epagri/Cepaf. Os estudos em plantio irrigado ocorrem na unidade didática prática de ensino do curso de Agronomia, localizada no Centro de Pesquisas para a Agricultura Familiar (Cepaf), da Epagri.

A atividade é desenvolvida com base no Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) da aluna Juliete Romanelli, juntamente com a acadêmica Larisa Gaspari, sob a coordenação dos professores Gelso Marchioro e Guilherme Luiz Parize. Trata da “Avaliação do crescimento da alface (Lactuca sativa L.) sobre diferentes inclinações e frequência de irrigação em cultivo hidropônico”. Atualmente já está concluída a coleta de dados e os resultados serão apresentados em dezembro.

Um dos argumentos da pesquisa é que a alface apresenta grande relevância do ponto de vista econômico e quanto ao volume de comercialização, além de ser explorada em todo o território nacional o ano todo, em solo e em sistemas hidropônicos. Para a execução do experimento é utilizada a cultivar de alface Verônica, pertencente ao grupo das alfaces crespas, que apresenta ciclo de 40 a 45 dias, conforme as condições climáticas da região. De acordo com a acadêmica Juliete Romanelli, “atualmente o consumidor está se preocupando mais com sua saúde e busca mudanças no hábito alimentar e o consumo de alface cresce a cada ano, sendo necessária sua produção diária durante todo o ano”.

A hidroponia

Cultivo vegetal que dispensa a utilização do solo, a hidroponia é uma técnica pela qual os elementos minerais essenciais para o crescimento da planta são fornecidos através de uma solução nutritiva. Deve ser desenvolvida em ambientes protegidos, o que possibilita o controle dos fatores adversos que possam afetar o desenvolvimento da planta. Para o desenvolvimento de plantas como a alface, são necessários 16 elementos. Eles se dividem em duas classes: elementos orgânicos (carbono, oxigênio e hidrogênio) e os elementos minerais (nitrogênio, fósforo, potássio, enxofre, cálcio, magnésio, manganês, ferro, zinco, boro, cobre, molibdênio e cloro).

No Brasil, a produção hidropônica de hortaliças vem conquistando espaço cada vez maior, devido à melhor utilização da área, precocidade na colheita, utilização mais eficiente dos nutrientes e melhor qualidade do produto final. Formam o sistema hidropônico uma estufa, moto-bomba e encanamento, reservatório para a solução nutritiva, regulador de tempo, mesa de cultivo e canais de cultivo. As plantas são depositadas nos canais de cultivo, por onde a solução nutritiva circula através de uma lâmina de água programada a cada 15 minutos, alterando com intervalo de 15 minutos durante o período diurno e de duas horas no período noturno.

Vantagens do sistema

A hidroponia apresenta uma série de vantagens, como a produção de qualidade pelo fato das plantas se desenvolverem em ambiente controlado, o trabalho mais limpo e leve, pois o cultivo é realizado longe do solo e não é necessária a prática de aeração, capinas e gradagens, e o menor emprego de mão de obra, já que as práticas são automatizadas. Além disso, a colheita é precoce, com alta produtividade, devido ao fornecimento, às plantas, de boas condições para seu desenvolvimento, pois não ocorre competição por nutrientes.

 Outros aspectos positivos estão na eliminação da rotação de culturas, no menor uso de agrotóxicos e no mínimo desperdício de água e nutrientes, pois o aproveitamento dos insumos é mais racional. Também ocorre a maior higienização e controle da produção, o maior tempo de prateleira, pelo fato da alface ser colhida com a raiz, e a possibilidade da alface hidropônica ser cultivada em qualquer local.

COMPARTILHE

LEIA TAMBÉM

comments powered by Disqus