Webmail
Menu Busca

Feira do Livro Chapecó conecta milhares de pessoas 

Educação

Texto Jaqueline Biavatti*

 

A leitura permite você viajar sem precisar sair do lugar, com isso nasceu a Feira do Livro Chapecó, criada para gerar sorrisos e encantamento nas crianças, adolescentes e todos que gostam de viajar em bons livros. O evento é organizado pela Unochapecó e pela Prefeitura Municipal de Chapecó e conta com os recursos da Lei de Incentivo à Cultura. 

Com o tema 'A leitura conecta', a edição de 2021 teve como patrocinador master o Atacadão e foi realizada de forma remota por conta da pandemia. Este novo formato trouxe uma ampla programação, com mesas redondas, lançamentos de livros, oficinas, contação de histórias, entre outros. "A nossa feira é construída com diferentes grupos e entidades públicas e privadas. O evento é feito principalmente por escritores, contadores de história, escolas, universidades, amantes da leitura e empresas", afirma o coordenador de Comunicação e Marketing da Feira, Jonatas de Oliveira.

Para melhorar o acervo bibliográfico das escolas a feira desenvolveu o vale livro, uma moeda social que permite às escolas comprar livros para suas bibliotecas, além de incentivar a leitura dos alunos, tendo em vista que muitas dessas instituições não teriam condições de investir em livros. “Este ano nós tínhamos aproximadamente 60 mil reais disponibilizados para os vale livros. Conseguimos distribuir quase 100% do valor para as escolas que participaram e se inscreveram. Estimulamos que a quantidade ficou entre 55 e 56 mil vales livros utilizados pelas escolas”, destaca.

Ele relata, ainda, que um dos desafios desta edição foi a parte técnica, como por exemplo, buscar um sistema para gerenciar os eventos com certificação e também encontrar um que permitisse capacitar os professores de Letras, literatura  e línguas das escolas, professores de Pedagogia e os mediadores de leitura. "Um dos principais aspectos que a gente precisou realizar foi a reorganização das escolas, as atividades, e os professores num momento muito diferente. A Feira foi inserida dentro desse contexto", salienta.

O responsável pelo projeto, professor Odilon Poli, destaca que a Feira de forma online permitiu trazer autores de outros lugares, que não conseguiriam vir se o evento fosse presencial. O professor relata que, como os vídeos estão disponibilizados no canal da Unochapecó no YouTube, as pessoas ainda estão acessando os mesmos, ampliando assim o público atendido. Ele também frisa a questão das atividades que deram muito certo nas escolas, que pretendem continuar, pois conseguiram impactar muito mais alunos.

Após a realização da Feira de forma remota, Odilon reitera que a  perspectiva para o próximo ano é realizar a mesma de forma híbrida, ou seja, presencial e online. "Vamos aproveitar o virtual, além do presencial. O presencial poderá ser substituível em alguns aspectos e a forma online também vai marcar presença ano que vem na Feira do Livro", frisa.

 

*Estagiária da Acin Jornalismo, sob supervisão de Eliane Taffarel

COMPARTILHE
TAGS
Unochapeco
Feira do livro

LEIA TAMBÉM

comments powered by Disqus