Webmail
Menu Busca

Informação e desinformação em tempos de pandemia

Cultura

Diariamente recebemos e acessamos uma elevada quantidade de informações. Mas, em tempos de pandemia do novo coronavírus, a enxurrada de informações que nos chegam, na maioria das vezes, acabam por nos causar um certo desequilíbrio e estado de pânico. 

Entretanto, momentos críticos como esse nos levam a refletir e buscar formas de aprender com o cenário e seus desafios. Aqui chamamos a atenção para a informação, objeto de trabalho dos profissionais da Biblioteconomia, que além de se preocuparem com a sua organização e disponibilização, procuram compreender como as pessoas buscam e utilizam esse insumo. Bem como, as competências necessárias e desenvolvidas para a seleção e apropriação crítica da informação e do conhecimento. 

Ao acompanhar alguns alertas que foram realizados por instituições e profissionais que trabalham com o conhecimento científico, encontram-se questionamentos e orientações para que a população tenha cuidado com as fontes onde encontram informações. Questionamentos como: Quais são as fontes de informação confiáveis que estamos buscando esclarecer nossas dúvidas? Como saber se a informação é verdadeira ou falsa? 

A Federação Internacional de Associações, Instituições e Bibliotecas (IFLA), um órgão internacional atento ao cenário de desinformação, ressalta o papel das bibliotecas: 

“As bibliotecas têm um compromisso institucional e ético para ajudar os usuários a acessar informações confiáveis ​​e autênticas. Esse papel é tão importante como sempre em uma época em que as "notícias falsas" são um fenômeno aparentemente crescente. No nível individual, os esforços ativos da biblioteca para criar um conhecimento relevante da mídia e da informação também podem ajudar os cidadãos a avaliar criticamente a credibilidade e a adequação das fontes de informação (IFLA, 2018, tradução nossa).

Para sistematizar e disseminar essas informações a IFLA produziu a cartilha “Como identificar notícias falsas”, como pode ser visto a seguir:  

A Federação Brasileira de Associações de Bibliotecários, Cientistas de Informação e Instituições (FEBAB), extensão da IFLA no Brasil, diante da pandemia, também divulgou o espaço coletivo e colaborativo que agrupa recursos, ferramentas, aplicativos, cursos, boas práticas em bibliotecas e outras fontes de informação: Informação em Quarentena.

O curso de Biblioteconomia da Unochapecó, em sintonia com as iniciativas internacionais e nacionais, realizou um evento comemorativo ao Dia do(a) Bilbliotecário(a), com o objetivo de contribuir com a atuação dos profissionais nas bibliotecas e em suas comunidades. Nesta atividade, foi realizada a roda de conversa intitulada “Informação ou desinformação, eis a questão” conduzida pelo professor Dr. Enrique Muriel Torrado (UFSC), com a participação do professor Marcelo Votto (Unochapecó) e da estudante Aline Xarão Rodrigues.

Para conferir o evento Dia do(a) Bibliotecário(a) na íntegra acesse o vídeo no Youtube. Para conferir a roda de conversa “Informação ou desinformação, eis a questão” acesse aqui

 

Professora Jéssica Bedin


Referências 

FEBAB. FEDERAÇÃO BRASILEIRA DE ASSOCIAÇÃO DE BIBLIOTECÁRIOS. Informação em Quarentena. 2020. Disponível em: http://www.febab.org.br/2020/04/02/informacao-em-quarentena/. Acesso em: 01 abr. 2020.

IFLA. INTERNATIONAL FEDERATION OF LIBRARY ASSOCIATIONS AND INSTITUTIONS. IFLA Statement on Fake News. 2018. Disponível em: https://www.ifla.org/publications/node/67341. Acesso em: 01 abr. 2020.

MURIEL-TORRADO, Enrique. Informação ou desinformação, eis a questão [video]. 2020. Disponível em: http://enriquemuriel.prof.ufsc.br/informacao-ou-desinformacao-eis-a-questao-video/. Acesso em: 01 abr. 2020.

COMPARTILHE
TAGS
Informacao
Covid19
Biblioteconomia

LEIA TAMBÉM

comments powered by Disqus
Pós-Graduação UNOCHAPECÓ
Chame no Whatsapp