Webmail
Menu Busca

Trabalho de mestrando do PPGTI conquista segundo lugar na 1ª Misosul

Inovação

O trabalho intitulado “Imagens multiespectrais para determinação de massa seca na cultura do milho”, que faz parte da dissertação do mestrando do Programa de Pós-Graduação em Tecnologia e Gestão da Inovação da Unochapecó (PPGTI), Douglas Felipe Hoss, foi apresentado na 1ª Reunião Técnica Sul-Brasileira de Pesquisa de Milho e Sorgo (Misosul). O evento foi realizado na Universidade, entre os dias 12 e 14 de agosto.

Disputando com centenas de trabalhos realizados em renomadas entidades de pesquisa e universidades dos três estados do sul, a pesquisa desenvolvida pelo mestrando e por alunos do curso de Agronomia da Unochapecó, orientada pelo professor Gean Lopes da Luz, sagrou-se como o segundo melhor trabalho de pesquisa do evento.

De acordo com o professor, é gratificante ver o trabalho reconhecido em um evento tão gabaritado. “A integração de alunos dos cursos de graduação com os mestrandos faz com que, além da inovação tecnológica que a pesquisa traz para o campo, ocorra a aplicação do aprendizado da sala de aula pelos estudantes da graduação em pesquisas produtivas”, destaca o professor.

A pesquisa apresentada traz a tecnologia dos drones para uso nas lavouras, permitindo, através do uso de imagens multiespectrais e do mapeamento das lavouras, o emprego da agricultura de precisão no processo de adubação, reduzindo a poluição ambiental e aumentando a eficiência da produção de alimentos.

O trabalho teve apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Santa Catarina (Fapesc), com financiamento que permitiu a compra dos equipamentos. A pesquisa também contou com o auxílio da Unochapecó, com a disponibilização de bolsas de pesquisa de graduação e de mestrado.

 

O evento

A 1ª Misosul foi realizada por reconhecer a relevância da cadeia produtiva do milho e do sorgo nos estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná. O evento busca integrar as Reuniões Técnicas dos três estados do sul do Brasil, visando ampliar a discussão de problemas de pesquisa e a cooperação de instituições de ensino, pesquisa e extensão para o desenvolvimento de projetos, com o objetivo de oferecer uma resposta ou alternativa. 

Com isso, as reuniões técnicas do Rio Grande do Sul (63ª Reunião Técnica Anual de Pesquisa do Milho e a 46ª Reunião Técnica Anual de Pesquisa do Sorgo), de Santa Catarina (11ª Reunião Técnica Catarinense de Pesquisa de Milho e 1ª Reunião Técnica Catarinense de Pesquisa de Sorgo) e do Paraná (1ª Reunião Técnica Paranaense de Pesquisa de Milho e Sorgo) integram-se e passam a ocorrer a cada dois anos, de forma itinerante.

 

*Com informações do professor Gean Lopes da Luz

COMPARTILHE
TAGS
Segundo lugar
pesquisa
Misosul

LEIA TAMBÉM

comments powered by Disqus