Webmail
Menu Busca
Mestrado em Educação - sem data

A Unochapecó, como instituição comunitária com mais de 45 anos dedicados à educação, busca aprofundar a relação universidade e sociedade, perspectiva que vem orientando as diversas ações de ensino, pesquisa e extensão. No âmbito desta concepção de universidade, o Curso de Mestrado em Educação recomendado pela Coordenação de Avaliação de Pessoal de Nível Superior (Capes), assume o desafio de investigar a formação de docentes-pesquisadores, articulada aos vários contextos sociais, de onde emergem os fenômenos educativos, e suas práticas político-pedagógicas.

 

Público-Alvo


Profissionais com graduação em diferentes áreas do conhecimento, envolvidos com questões educacionais e suas problemáticas.


O Programa


O Programa de Pós-Graduação stricto sensu em Educação, recomendado pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), propõe a formação de educadores ancorada nas dimensões teórico-conceitual e teórico-metodológica que permitam uma análise consistente dos referenciais epistemológicos e das principais categorias e conceitos com os quais lidam para tratar do fenômeno educacional. 

Neste sentido, é objetivo do Curso de Mestrado em Educação formar educadores capazes de compreender que cada tendência epistemológica contempla, de forma diferenciada, a problemática do conhecimento e as suas possibilidades de análise e de intervenção no real. Assim, colocam-se em pauta as próprias condições de inteligibilidade das problemáticas fundamentais das ciências da educação, levando-se em conta a relação teoria e prática. Os pressupostos supracitados desdobram-se nos seguintes objetivos:

1. Formar pesquisadores em Educação capazes de responder aos desafios da realidade sociocultural da região e do País, das situações cotidianas da escola e seu entorno;

2. Contribuir para reflexões de caráter político, ético e epistemológico da Educação e suas repercussões na produção de conhecimentos e práticas docentes;

3. Preparar o mestrando para o exercício da docência, de forma crítica e articulada com o ensino, a pesquisa e a extensão;

4. Possibilitar a produção e a socialização de pesquisas no campo da Educação por meio de publicações   e outras formas de divulgação do conhecimento.

 

Duração do curso de Mestrado

- 24 meses

Devendo o aluno cumprir

I  - 16 (dezesseis) créditos em disciplinas obrigatórias independente da linha de pesquisa;

II - 07 (sete) créditos em disciplinas optativas e/ou tópicos especiais; 

III - 06 (seis) créditos de elaboração de dissertação;

IV - Pelo menos 01 (um) crédito pela participação em atividades complementares acadêmicas (participação em eventos científicos da área, apresentação de trabalhos e publicações), conforme normas definidas e aprovados pelo colegiado do Programa de Pós-graduação em Educação 


Cronograma das aulas 


Disciplinas Obrigatórias: As aulas serão ministradas nas segundas-feiras e terças-feiras (turno vespertino), semanalmente.

Disciplinas Optativas: As aulas serão ministradas segundas-feiras, terças-feiras e quartas-feiras (turno matutino), semanalmente.

 

Coordenadora: Profª. Tania Mara Zancanaro Pieczkowski

E-mailppge@unochapeco.edu.br 
Divisão dos Cursos de Pós-Graduação stricto sensu: (49) 3321-8090 

 

 

 

Linha 1: Formação de professores, produção do conhecimento e processos pedagógicos

Desenvolve investigações sobre a formação inicial e continuada de professores para atuar em diferentes etapas da escolarização, espaços educativos e modalidades de ensino. As correlações possíveis entre as várias dimensões da prática pedagógica e a formação docente constituem o foco desta linha de pesquisa. Para tanto, problematiza e analisa o processo ensino-aprendizagem, tendo como referência as relações sócio-históricas, políticas, culturais e epistemológicas. Desenvolve temas como a produção do conhecimento educacional, currículo e cultura, a formação de professores enquanto campo de conhecimento, memórias, experiências e trabalho docente. Este conjunto de questões está diretamente articulado com a trajetória acadêmica de formação, atuação e produção do conhecimento do corpo docente que compõe esta linha.

 

Linha 2: Desigualdades Sociais, Diversidades Socioculturais e Práticas Educativas

Faz parte desta linha de pesquisa um grupo de professores/pesquisadores que têm uma trajetória de formação, produção acadêmica e pesquisas realizadas em diferentes contextos socioculturais (rural, urbano, comunidades indígenas). São estudos que, fundamentados nas Ciências Sociais e Aplicadas à Educação e nas dimensões micro e macrossociais da realidade, objetivam aprofundar a compreensão dos processos complexos das relações educação e grupos sociais, das trajetórias e das práticas socioculturais e escolares. Apoiadas em abordagens teórico-metodológicas que privilegiam o debate desses processos nos âmbitos formais, não formais e informais, as pesquisas têm seus eixos temáticos voltados para as relações entre educação e grupos sociais, sobretudo no que se refere à problemática de democratização do ensino e da produção das desigualdades sociais e escolares, mas, igualmente, das demandas escolares e práticas educativas dos sujeitos, das organizações e dos movimentos sociais. Este campo de interesse reúne um histórico de estudos e de produções voltados para os seguintes eixos temáticos: classes sociais, cultura, raça/etnia, gênero e geração (infância e juventude) nos contextos educativos escolares e não escolares; políticas de democratização da educação; Educação, instituições sociais (escola e família), processo de escolarização; violência escolar; diversidade, identidades socioculturais e práticas educativas; trabalho e formação humana; Educação, organizações e movimentos sociais nos meios rural e urbano.

 

As inscrições do processo de seleção e admissão no Programa de Pós-Graduação stricto sensu em Educação ocorreram de 19 de abril a 28 de maio de 2018, em conformidade com o edital do processo seletivo.

 

Confira o edital aqui.

 

Confira a publicação das etapas do processo de seleção discente na página em "Documentos úteis"

 

Aprovados etapa Entrevistas (Edital n. 026/Reitoria/2018)

  • Mestrado
  • Chapecó
  • DURAÇÃO:

    Mestrado: 24 meses

  • Coordenador

    Tania Mara Zancanaro Pieczkowski

  • E-mail

    ppge@unochapeco.edu.br

  • Telefone da Secretaria

    (49) 3321-8090

Relações entre os fundamentos epistemológicos e a pesquisa educacional. Análises epistemológicas pós-empirismo lógico: rupturas e obstáculos epistemológicos. Revoluções científicas: paradigmas e ciência normal. Estilos de pensamento e coletivos de pensamento. Refutações e falseabilidade. Argumentos contra o método. Teorias da complexidade, auto-organização e caos.


4 créditos | 60 horas | Código: 70830154 | Ementa atualizada em: 26/04/2012

Correntes de pensamento que inspiram o debate contemporâneo e seus impactos na educação: o materialismo histórico e dialético, fenomenologia, estruturalismo e pós-estruturalismo e suas relações com a prática investigativa e a prática pedagógica. Correntes do pensamento pedagógico brasileiro. Conceitos, temas e objetos dos quais vem se ocupando essas correntes. Implicações epistemológicas, éticas e políticas na produção do conhecimento.


4 créditos | 60 horas | Código: 70830155 | Ementa atualizada em: 26/04/2012

Pesquisa e epistemologia. Pesquisa quantitativa e qualitativa. Tendências da pesquisa em Educação: temas e questões investigadas, emergentes e respectivos aportes teórico-metodológicos. Realidade social e a geração de novas questões de pesquisa. A construção do objeto de estudo: problema e problemática. Definição de termos: conceitos, teorias e categorias. Discussão dos problemas e problemáticas dos projetos dos mestrandos. Levantamento de fontes documentais.


4 créditos | 60 horas | Código: 70830156 | Ementa atualizada em: 26/04/2012

Aprofundamento dos projetos de pesquisa dos mestrandos, problemáticas, problemas, revisão da literatura e das categorias da pesquisa. Procedimentos teórico-metodológicos da coleta à análise de dados. Sistematização do projeto de pesquisa: estrutura, redação e normas.


4 créditos | 60 horas | Código: 70830157 | Ementa atualizada em: 26/04/2012

A disciplina destina-se a discussão específicas, individuais, entre orientador e orientando , no sentido de precisar e avançar a elaboração do trabalho final. Portanto, o resultado da disciplina deverá ser sua versão definitiva da proposta de trabalho final.


6 créditos | 90 horas | Código: 70830158 | Ementa atualizada em: 26/04/2012

Aprofundamento teórico-metodológico de temas específicos, não contemplado pelas disciplinas oferecidas regularmente e relacionados ao projeto de dissertação, sob a coordenação do orientador.


1 créditos | 15 horas | Código: 70830159 | Ementa atualizada em: 26/04/2012

Os impasses e rupturas na modernidade e perspectivas na pós-modernidade. A virada linguística e educação. A ressignificação do tempo e do espaço, mormente o espaço/tempo escolar. Produção do conhecimento em educação em tempos pós-moderno: aportes teórico-epistêmicos e tematizações.


2 créditos | 30 horas | Código: 70830160 | Ementa atualizada em: 26/04/2012

Teoria do currículo contemporâneo: história e vínculos com os Estudos Culturais. Currículo: espaço político e cultural. Inclusão e exclusão social no currículo escolar/acadêmico. Currículo e diversidade cultural. relações sociais e ordens discursivas que produzem o que entendemos como "realidade educacional". A relação entre artefatos e práticas culturais. Linguagens e poder.


2 créditos | 30 horas | Código: 70830161 | Ementa atualizada em: 26/04/2012

Aspectos fundamentais da concepção de educação de Paulo Freire: a concepção bancária de educação, seus pressupostos e sua crítica, a concepção problematizadora de educação e o papel da dialogicidade. Estudo de contribuições da perspectiva freireana em redes públicas de ensino.


3 créditos | 45 horas | Código: 70830162 | Ementa atualizada em: 26/04/2012

O pensamento epistemológico de Ludwik Fleck, com ênfase nas categorias estilo de pensamento, coletivo de pensamento, circulação entracoletivos e intercoletivos de idéias. Contribuições das categorias fleckianas para o ensino e a pesquisa.


3 créditos | 45 horas | Código: 70830163 | Ementa atualizada em: 26/04/2012

Perspectivas teórico-metodológicas sobre memória, história e região. Estuda a construção histórica da região oeste de Santa Catarina com ênfase nas memórias e experiências educativas.


3 créditos | 45 horas | Código: 70830164 | Ementa atualizada em: 26/04/2012

Perspectivas teórico-metodológicas da formação de professores na contemporaneidade: na racionalidade técnica e prática. O professor pesquisador. O intelectual transformador, o profissional com autonomia e o professor reflexivo.


3 créditos | 45 horas | Código: 70830165 | Ementa atualizada em: 26/04/2012

Conceitos de memória, experiência, e cultura escolar. Estuda as memórias e experiências dos sujeitos educacionais e das instituições escolares como integrantes do patrimônio e da cultura escolar na constituição de identidades.


3 créditos | 45 horas | Código: 70830166 | Ementa atualizada em: 26/04/2012


2 créditos | 30 horas | Código: 70830167 | Ementa atualizada em: 26/04/2012

As relações entre trabalho e lazer. O lazer e o trabalho no âmbito formal (escolas), não formal (movimentos sociais) e informal (grupos sociais). Trabalho e lazer na perspectiva de classe, raça/etnia, gênero, cultura, geração. O trabalho escolar e não escolar como princípio educativo. Reflexões sobre a sociologia e a antropologia do corpo. As relações entre trabalho produtivo e corpo produtivo no capitalismo. As práticas educativas e as práticas corporais no trabalho e no lazer. Projetos de pesquisa sobre os tempos e espaços e urbano-rurais para as manifestações da cultura lúdica no âmbito escolar e não escolar.


3 créditos | 45 horas | Código: 70830168 | Ementa atualizada em: 26/04/2012

A infância no meio urbano-rural e no âmbito formal e não formal. História da infância no Brasil e em Santa Catarina. Infância, desigualdades sociais e diversidades socioculturais. Concepções de infância e criança na pedagogia, nas artes, na mídia, na família, no campo do direito, nas políticas sociais, no mundo do trabalho. Educação Infantil e políticas públicas. A criança, o consumo e a produção cultural. O estado da arte sobre os "estudos da criança". Projetos de Pesquisa sobre as diversas problemáticas da educação infantil.


3 créditos | 45 horas | Código: 70830169 | Ementa atualizada em: 26/04/2012

A disciplina contempla especialmente a relação entre duas instituições, família e escola. Um dos temas centrais é a relação entre educação e classes sociais numa perspectiva sociológica. Recorrendo a uma literatura recente, nacional e estrangeira, o curso pretende fornecer elementos para aprofundamento teórico e problematização da relação escolarização e classes sociais, assim como questões relacionadas à produção do conhecimento sobre fracasso/sucesso escolar, aos processos e às práticas socioculturais da família e da escola.


3 créditos | 45 horas | Código: 70830170 | Ementa atualizada em: 26/04/2012

A disciplina parte de uma contextualização sobre os indicadores sociais da juventude no Brasil e das tendências teórico-metodológicas das pesquisas sobre juventude na área da Educação. Com esse ponto de partida e considerando as relações complexas entre educação e grupos sociais, tem por objetivo promover discussão e problematização das relações entre juventude e educação, considerando os seguintes temas: 1) jovens e suas relações com a escola e o trabalho: projetos e trajetórias; 2) políticas de expansão do ensino e as novas desigualdades sociais e educacionais; 3) acesso e permanência no ensino superior: programas de inserção no sistema de ensino e realidade segundo os grupos sociais; 4) a relação com a escola e o saber.


3 créditos | 45 horas | Código: 70830171 | Ementa atualizada em: 26/04/2012

A compreensão das categorias violência e insegurança à luz das mudanças que compõem a contemporaneidade. Atuais configurações de práticas violentas e políticas na sociedade. A violência e suas manifestações em contextos escolares e não escolares.


3 créditos | 45 horas | Código: 70830172 | Ementa atualizada em: 26/04/2012

Abordagens teóricas dos movimentos sociais. O caráter pedagógico dos movimentos e das organizações sociais, discutindo as relações entre: novos movimentos sociais, trabalho, etnia, raça, gênero, geração, meio ambiente e educação de jovens e adultos. Movimentos sociais e políticas públicas em educação. Concepções e conceitos de Educação do Campo. A articulação dos movimentos sociais com a educação do campo. Relações institucionais envolvendo Estado, universidade e movimentos sociais do campo. Movimentos sociais no oeste catarinense.


3 créditos | 45 horas | Código: 70830173 | Ementa atualizada em: 26/04/2012

Territórios etnoeducacionais como instrumentos/processos para melhoria da educação escolar indígena. Educação diferenciada, específica, intercultural e bilíngue. Educação formal e informal indígena. Proposta curricular para a educação escolar indígena. Situação sociolinguística dos povos indígenas. Bilinguismo. As Diretrizes Curriculares Nacionais e os Parâmetros Curriculares Nacionais; A legislação e a especificidade da educação escolar indígena; a formação de professores indígenas; a instrumentação do professor e a produção do material didático; a língua materna; o bilinguismo; a oralidade; a memória; a valorização étnica e diversidade cultural.


3 créditos | 45 horas | Código: 70830174 | Ementa atualizada em: 26/04/2012

Educação no contexto da diversidade cultural para o desenvolvimento humano. Princípios éticos/educacionais e políticos/educacionais. Direito e Legislação Educacional para a Diversidade Étnica. Pluralismo cultural e os processos/métodos e metodologias de ensino. Respeito às diferenças e conhecimento. O papel da educação na proteção e promoção da diversidade cultural. A diversidade na formação da cultura brasileira. As desigualdades econômicas e o acesso à educação escolar qualificada. A educação escolar como catalisadora e expressão das diversidade. Políticas Educacionais para afro-brasileiros e indígenas.


3 créditos | 45 horas | Código: 70830175 | Ementa atualizada em: 26/04/2012

Trilogia de Gilberto Freyre: Casa Grande & Senzala (Formação da Família Brasileira sob o Regime de Economia Patriarcal), Sobrados e Mucambos (Decadência do Patriarcado Rural e Desenvolvimento do Urbano) e Ordem de Progresso (Processo de Desintegração das Sociedades Patriarcal e Semipatriarcal no Brasil sob o Regime de Trabalho Livre: Aspectos de um Quase Meio Século de Transição do Trabalho Escravo para o Trabalho Livre; e da Monarquia para a República) para se pensar a Cultura, a Sociedade e a Educação neste exemplo maior da América Latina Caribenha que é o Brasil em sua complexidade heterogênea, mestiça, dinâmica, aberta, sem síntese. Portanto, é desde este lugar que se quer ler e propor uma educação, também em sua complexidade heterogênea, mestiça, dinâmica, aberta, sem síntese.


2 créditos | 30 horas | Código: 70830279 | Ementa atualizada em: 11/07/2013

Discussão crítica e produção de resenhas críticas sobre artigos de pesquisas recentes, publicados nos principais periódicos da área da Educação.


2 créditos | 30 horas | Código: 70830323 | Ementa atualizada em: 27/01/2014

A construção das políticas públicas e sociais a partir de um enfoque teórico e histórico da relação entre estado, governo, movimentos sociais e educação. Implicações das políticas para os sistemas, redes e unidades educacionais, refletindo acerca dos seus efeitos sobre práticas educativas formais, não formais e informais, a formação dos sujeitos e a organização do trabalho nas organizações e instituições.


2 créditos | 30 horas | Código: 70830324 | Ementa atualizada em: 27/01/2014

A ementa contempla duas direções uma diacrônica e outra sincrônica. Quanto à direção diacrônica, ela quer tomar tanto a Filosofia quanto a Educação ao longo dos horizontes históricos da antiguidade, medievalidade, modernidade e contemporaneidade sub specie semiótica. Ou seja, ressignificar tanto a Filosofia quanto a Educação desde uma leitura diacrônica da Semiótica. Quanto à direção sincrônica, reconhecer que, no século XIX tanto Frege - nos campos da Lógica e da Matemática - quanto Nietzsche - no campo da Filosofia - operam o giro linguístico - a Linguístic Turn - no campo do pensamento ocidental. Assim, sub specie semiótica se quer ler a Educação desde este giro linguístico a partir dos dois importantes paradigmas semióticos inaugurados por Ferdinand de Saussure em seu Curso de Lingüística Geral e Charles Sanders Peirce a partir de seus Collectd Paipers. A hipótese fundadora desta proposição é que o Campo da Educação ainda não operou o giro da linguagem desde a sua interioridade e desde a sua exterioridade. Desta forma, o giro da linguagem no Campo da Educação supõe o deslocamento da Educação ao âmbito da Lógica entendida como Semiótica e a sua edificação na teoria dos signos.


2 créditos | 30 horas | Código: 70830472 | Ementa atualizada em: 02/06/2017

Paulo Freire, Educação Comunitária e Descolonização: contribuições epistêmico-metodológicas para a constituição da identidade latino-americana-caribenha a partir de um projeto emancipador. Objetivos: Estabelecer diálogos a partir do Pensamento de Paulo Freire com as tradições de pensamentos latino-americano-caribenhos advindos das várias áreas e das várias tradições de pensamento ao longo e ao largo dos mais de 500 anos de história. Reconhecer os autênticos movimentos de libertação (nem cooptados pelo Estado e nem populistas) que emergiram ao longo da história e da cultura latino-americana-caribenha e, que estão a emergir, desde a Pedagogia da Libertação formulada por Paulo Freire no sentido de se estabelecer diálogos dinâmicos e formulação de novo conhecimento. Promover encontros (projetos, eventos, diálogos, etc.) com movimentos sociais que inserem em suas pautas as identidades (plurais) e que têm o propósito de questionar e refutar as agendas de desenvolvimento calcadas em valores neocoloniais


2 créditos | 30 horas | Código: 70830473 | Ementa atualizada em: 02/06/2017

Alunos de Mestrado

Alcione Ziliotto
Carine Kaufmann
Celoy Aparecida Mascarello
Claudemir Stanqueviski
Cleide Terezinha Neumann Feil
Cleonice Lazzarotto
Cristiana Padilha
Gina Zanini
Ingrid Gehlen Felkl
Ivanete Maria Weber
Jagson Isandro Gross
Janaína Corá
Josiane Crusaro Simoni
Juliana Aparecida Giongo
Marcelo Schmitz dos Santos
Maria de Souza
Paulo Ramos dos Santos
Tiago de Macedo

Aline Fernandes dos Santos
Ana Paula Antonello
Aryana Lúcia Rech
Camila Lorenzoni Cortina
Daiana de Nez Moura
Daniela da Silva
Daniela Dal Cin
Eduarda Moro
Harold Wentz Biasuz
Jandrei Jose Maciel
Jane Acordi de Campos
Joce Daiane Borilli Possa
Ketherine Nardi
Luciane da Rosa
Mauricy Pace de Paula Dias
Valnei Brunetto

Alunos de Mestrado

Ivan Luís Schwengber
ivan.s@unochapeco.edu.br

Mônica Tessaro
m_tessaro@unochapeco.edu.br

Alcione Maria Bevilacqua
alcione.qbo@gmail.com

Claudiomiro da Silva
claudiomiro07@hotmail.com

Franciele Santos de Lima
pola@unochapeco.edu.br

Francieli Fabris
francielifabris@unochapeco.edu.br

Ieda Pertuzatti
ieda.pertuzatti@unochapeco.edu.br

Ivete Helbing da Rosa
iveter@unochapeco.edu.br

Joana Maria de Moraes Costa
joana@unochapeco.edu.br

Juliana Gorczveski Rabaioli
juligs@unochapeco.edu.br

Juliano Vitoria Domingues
juliano.tche@gmail.com

Justiani Hollas
justiani@unochapeco.edu.br

Juvir Cerejo
cerejojo@unochapeco.edu.br

Locenir Tereza de Moura Selivan
mouraloci@gmail.com

Marinês Rosa Palavicini Sotili
marines.s@unochapeco.edu.br

Roberta Knapik Brum
betakb1@hotmail.com

Rosilei Gugel Ficagna
rosilei.ficagna@unochapeco.edu.br

Sandra Maria Zardo Morescho
samaza@unochapeco.edu.br

Simone Ruppenthal
ruppenthal@unochapeco.edu.br

Zenaide Collet
zenacollet@gmail.com

Ana Karina Brocco
anakb@unochapeco.edu.br

Cláudia Aparecida dos Santos
claudiasartes@unochapeco.edu.br

Cristian Cipriani
criz_hc@unochapeco.edu.br

Daniele Simoneti
danisim@unochapeco.edu.br

Elci Schroeder Lucachinski
elci@unochapeco.edu.br

Eliane Ludwig
ludwig12@unochapeco.edu.br

Eliane Pereira
liamp@unochapeco.edu.br

Jacira Souza Medronha
medronha@unochapeco.edu.br

Nadia Cristina Picinini Pelinson
ndpelinson@hotmail.com

Natanaél Feijó
natanaelf@unochapeco.edu.br

Patricia Cristina Gris
pathygris@unochapeco.edu.br

Rosemeri Santin
rosemerisantin@hotmail.com

Vanderlei Smaniotto
prof_smaniotto@yahoo.com.br

Zenaide Inês Schmitz
zenaideines@unochapeco.edu.br

Ana Paula Rohrbek Chiarello
anapaula.rc@unochapeco.edu.br

Claudia Simone Fantin
claudia@cco.sdr.sc.gov.br

Cleudete Maria Amorin
cleumaria@unochapeco.edu.br

Daiane Christ
daia_c@unochapeco.edu.br

Deizi Domingues da Rocha
deizirocha@unochapeco.edu.br

Ediana Maria Mascarello Finatto
ediana@unochapeco.edu.br

Eliston Terci Panzenhagen
elistonterci@hotmail.com

Franciele Eleide Kuhn
fran.fran@unochapeco.edu.br

Gilberto Oliari
gilba@unochapeco.edu.br

Jaqueline Reni Loss
jkl@unochapeco.edu.br

Julcéia Carmen Kroth Gheller
julceia@unochapeco.edu.br

Lucile da Rosa Francescato
lucile@unochapeco.edu.br

Michelle Luísa Romani Fassina
Milurf78@gmail.com

Monica Maria Tourinho Oldiges
monimaria@unochapeco.edu.br

Suzi Laura da Cunha
suzilc@unochapeco.edu.br

O Programa de Pós-Graduação stricto sensu em Educação oferece vagas em disciplinas isoladas (aluno especial). A seleção é realizada semestralmente, considerando as normas do Programa, por meio de edital específico. 

 

No caso de posteriormente o candidato ingressar no Programa como aluno regular, poderão ser aproveitados créditos cursados como aluno especial, conforme previsto no regulamento do programa. O fato de cursar disciplinas isoladas não garante o ingresso como aluno regular devendo o candidato submeter-se ao processo seletivo discente, realizado anualmente.

 

Para inscrever-se nesta modalidade, o candidato deverá contemplar as informações do edital e entregar os documentos abaixo relacionados:

 

I - formulário de inscrição devidamente preenchido (anexo do edital);

II - cópia légivel do documento de Identidade e do CPF (no caso de o candidato ser estrangeiro, deverão ser apresentados os documentos exigidos pela legislação específica);

III - cópia legível da Certidão de Nascimento ou Casamento;

IV - cópia légivel  da Quitação com o Serviço Militar;

V - cópia legível do Título Eleitoral;

VI - comprovante (legível) da última votação ou declaração de quitação eleitoral expedida no site do TRE (Tribunal Regional Eleitoral);

VII - comprovante (legível) de vacinação contra rubéola para mulheres até 40 anos;

VIII - comprovante (legível) de residência atualizado;

IX - cópia legível do Diploma do Curso de Graduação;

X - cópia legível do Histórico Escolar do Curso de Graduação;

XI - Curriculum vitae devidamente documentado  (não é necessário autenticar as cópias).

 

Confira aqui o edital de 2018/2

SOLICITAÇÃO DA QUALIFICAÇÃO

 

1) Preencher na íntegra o formulário de agendamento de QUALIFICAÇÃO da dissertação e encaminhar a Divisão dos Cursos de Pós-Graduação stricto sensu com no mínimo 20 dias de antecedência da data agendada, devidamente assinado.

 

2) A Divisão dos Cursos de Pós-Graduação stricto sensu procederá com a reserva de sala e equipamentos para a qualificação, porém, cabe ao estudante preencher devidamente o formulário de agendamento com todas as informações solicitadas.

 

3) No caso de realização de banca por videoconferência, o estudante deverá consultar a Divisão dos Cursos de Pós-Graduação stricto sensu, antes da entrega do formulário de agendamento, quanto a disponibilidade do local.

 

SOLICITAÇÃO DA DEFESA

 

1) Preencher na íntegra o formulário de agendamento de DEFESA da dissertação e encaminhar a Divisão dos Cursos de Pós-Graduação stricto sensu com no mínimo 30 dias de antecedência da data agendada, devidamente assinado.

 

2) A Divisão dos Cursos de Pós-Graduação stricto sensu procederá com a reserva de sala e equipamentos para a defesa, porém, cabe ao estudante preencher devidamente o formulário de agendamento com todas as informações solicitadas.

 

3) No caso de realização de banca por videoconferência, o estudante deverá consultar a Divisão dos Cursos de Pós-Graduação stricto sensu, antes da entrega do formulário de agendamento, quanto a disponibilidade do local.

 

4) Para os encaminhamentos de passagens aéreas/terrestres e hospedagem do membro externo, os contatos necessários e as informações são de responsabilidade do estudante/orientador e devem ser sugeridos no formulário de agendamento de defesa.

 

ENTREGA DA VERSÃO DEFINITIVA DA DISSERTAÇÃO

 

Dentro do prazo regimental (60 dias após a defesa da dissertação) o estudante deverá encaminhar à Divisão dos Cursos de Pós-Graduação stricto sensu  os documentos abaixo relacionados para os trâmites de homologação da dissertação em Colegiado e posterior emissão do diploma:

 

a) Ficha catalográfica: o encaminhamento da confecção da ficha catalográfica é de responsabilidade do(a) estudante. Para isso deverá procurar profissional habilitado.

 

b) Dissertação/trabalho final: deverá ser entregue 01 (uma) cópia da dissertação em cópia física e em CD em seu formato integral de acordo com a normatização do Programa, incluindo, no corpo do trabalho, a capa da dissertação, a ficha catalográfica e a folha de aprovação da dissertação final (preenchida e assinada).

 

OBSERVAÇÃO: A entrega do CD deve obedecer esta normatização.

 

Modelo da capa da dissertação

 

Folha de aprovação da dissertação final*

 

Folha de aprovação da dissertação final (com professor orientador)*

 

*O estudante, para a data de sua defesa, deverá preencher a folha de aprovação final com as informações solicitadas  e coletar as assinaturas dos membros da sua banca. Posteriormente, deverá inseri-la no corpo da dissertação (versão final).

 

c) Submissão do artigo: deverá ser entregue uma cópia física  da submissão do  artigo em periódico na área  do Programa (informar o qualis da revista/mínimo Qualis B2).Verifique o regramento da sua modalidade de bolsa de estudo quanto à submissão de artigo.

 

d) Declaração de conferência da dissertação:   deverá ser entregue em cópia física, devidamente preenchida na íntegra e assinada pelo(a) orientador(a).

 

e) Licença do autor: deverá ser entregue em cópia física, devidamente preenchida na íntegra e assinada pelo(a) estudante.

 

Diagramação e a impressão da dissertação


Após os trâmites de homologação da dissertação em Colegiado, a Divisão dos Cursos de Pós-Graduação stricto sensu encaminhará os documentos à Secretaria Acadêmica para os trâmites finais da emissão do diploma.O estudante será informado da retirada do diploma junto à Central de Relacionamento. Não serão encaminhados diplomas via correio.