Webmail
Menu Busca

Ceom tem projeto de preservação aprovado em edital estadual

Cultura

Para garantir que as futuras gerações tenham acesso a história da região Oeste, é preciso que haja um trabalho extenso de preservação e recuperação dos documentos que compõem a nossa memória. A fim de continuar a realização desse processo tão importante, o Centro de Memória do Oeste de Santa Catarina (Ceom/Unochapecó), por meio da Fundeste, participou neste ano do 'Edital Prêmio Elisabete Anderle de Estímulo à Cultura', realizado pela Fundação Catarinense de Cultura.

O projeto do Ceom, intitulado 'Patrimônio material documental e arqueológico do oeste catarinense: restauro e conservação do acervo do Ceom/Unochapecó', foi inscrito e aprovado na categoria de Patrimônio Cultural, e tem como principais objetivos a preservação, conservação, restauração e difusão do patrimônio material documental e arqueológico do oeste catarinense que está salvaguardado no Centro. 

De acordo com a coordenadora do Ceom e responsável pela proposta, professora Mirian Carbonera, a intenção do projeto é reduzir os danos nos materiais e evitar que novos sejam causados. "Espera-se minimizar deteriorações ou perdas nos documentos e, também, deter processos danosos visando maior segurança e durabilidade do estado físico desses bens. Queremos prolongar sua permanência e vida útil”.

Além da conservação do acervo, o projeto aprovado ainda prevê a produção de materiais didáticos e instrucionais, exposições, e a promoção de outras ações que exponham para a comunidade mais sobre o acervo do Ceom, da história regional e também os resultados obtidos com o projeto. Por isso, Mirian salienta que editais como este são vitais para a promoção, valorização e preservação dos bens culturais catarinenses. "De nada adianta salvaguardamos caixas e caixas de documentos e objetos se as pessoas não conhecem", finaliza.

 

*Com informações do Ceom

COMPARTILHE
TAGS
Patrimonio cultural
Edital
Ceom

LEIA TAMBÉM

comments powered by Disqus