Minha Uno
Webmail
Menu Busca

Curso de Engenharia Mecânica entrega protótipo desenvolvido em ABEx

Educação

Com o objetivo de aproximar os acadêmicos da realidade profissional por meio de situações-problema, o componente curricular ‘Aprendizagem Baseada em Experiência' (ABEx) faz parte da grade de todos os cursos oferecidos pela Unochapecó. As ABEx estão presentes em diversas etapas da graduação e oferecem um laboratório de aprendizagem a cada novo desafio. 

O produto utiliza da radiação eletromagnética, pretendendo eliminar vírus e bactérias

Para o curso de Engenharia Mecânica, que cursou a disciplina de ‘ABEx II: Projetos Mecânicos de Segurança e Automação’, a experiência foi além: na última quarta-feira (27), o curso realizou a entrega de um produto desenvolvido na disciplina para as empresas Orion e MG Equalizer, com quem firmou um termo de cooperação. Trata-se de um protótipo funcional para esterilização de calçados. Sua destinação é todo tipo de ambiente que necessite de segurança microbiológica, desde ambientes de saúde como clínicas e hospitais, até frigoríficos e indústria de alimentos.

Quem explica o funcionamento do produto é o professor orientador da atividade, André Luiz Grando Santos. Segundo ele, o grande diferencial é o uso de radiação eletromagnética de banda C. “A luz do sol é composta em vários comprimentos de onda, por ondas eletromagnéticas. Uma delas é denominada de luz UV. Esta faixa de luz UV, em um determinado comprimento de onda, apresenta propriedades que permitem eliminar, de forma eficiente, uma gama bastante vasta de vírus e bactérias. Assim, o protótipo desenvolvido baseia-se neste princípio para promover a esterilização de calçados, ajudando a evitar o transporte de agentes nocivos à saúde para ambientes controlados ou de grande circulação de pessoas”, diz.

De acordo com o professor, o desenvolvimento do protótipo incluiu o uso de tecnologias como arduinos e Internet Of Things, estudos em segurança da operação e técnicas de metodologia de projeto, o que despertou nos estudantes o senso de pertencimento à área profissional. Com a metodologia prática adotada nas ABEx, o aluno converte de forma real os conceitos e técnicas estudados em sala, vivenciando aspectos e experiências. 

“Podemos citar como exemplo a interdisciplinaridade intrínseca à solução de problemas reais, que requerem que o aluno explore conhecimentos adicionais aos previstos nas clássicas ementas dos componentes de graduação. Ao final desse processo prático de ensino, nota-se a sensação de satisfação e de pertencimento que é desenvolvido nos alunos, uma vez que nesta modalidade de ensino não se busca a solução de um problema idealizado ou de literatura, mas a solução de um problema real. É muito mais amplo e complexo do que uma cenário didático hipotético meramente estabelecido para a fixação de conceitos e técnicas”, explica André.

Coordenador do curso de Engenharia Mecânica, o professor Everton Rafael Breitenbach destaca que as ABEx se apresentam como um componente desafiador e bastante impactante na jornada do estudante. “Espera-se na ABEx que o aluno passe a ser protagonista em sua formação acadêmica, encaminhado pelos docentes, e essa relação é importante pois faz com que o aluno entenda, desde as fases iniciais, a motivação da sua profissão e a lógica da sua formação profissional para com a sociedade”, afirma.

Breitenbach também reitera que as ABEx são uma forma de estreitar os laços entre as necessidades da comunidade e o conhecimento acadêmico. Os termos de cooperação com empresas, como no caso dessa entrega, amplia a visão do mercado. “Existem vários caminhos para se obter o termo de cooperação. O primeiro deles é o site da Unochapecó, onde a comunidade em geral pode expor sua demanda. A Diretoria de Ensino faz a gestão das ABEx, junto aos coordenadores de curso, e essas demandas são encaminhadas para as áreas. Além disso, temos aqui no Pollen Parque um importante contato com a tríplice de inovação, e este produto veio justamente por esse canal. Além disso, a comunidade pode acessar os diretores de áreas para viabilizar as demandas”, finaliza o coordenador.

COMPARTILHE
TAGS
Prototipo
Engenharia mecanica
Abex

LEIA TAMBÉM

comments powered by Disqus