Webmail
Menu Busca

Mercado de trabalho amplo para o profissional de biblioteconomia

Educação

Texto Ana Vertuoso*

 

Normalmente, quando pensamos em biblioteconomia, logo nos vem à cabeça a imagem de uma biblioteca e muitos livros. Porém, os bibliotecários, que celebram seu dia hoje (12/03), são responsáveis por sistematizar e catalogar a informação em diversos outros formatos, como documentos, vídeos e até mesmo online. Na Unochapecó, por exemplo, o bibliotecário Alexandre Luiz Dalagasperina não atua na Biblioteca, mas sim na Divisão de Gestão Documental, como documentalista. "É um setor que tem como trabalho a guarda, classificação e catalogação dos documentos da Universidade".

Egresso da primeira turma do curso, Alexandre é responsável por organizar os dados dos acadêmicos, egressos e profissionais da Uno. Porém, sua paixão pelas bibliotecas não é de hoje. "Desde a minha trajetória acadêmica, lá em 2002, tive a convivência dentro da Biblioteca Profª Oneida Belusso como estagiário. Trabalhando ali, tive sempre um fascínio sobre o significado, a organização e classificação dos livros, periódicos e multimeios", relembra. 

Devido a essa trajetória dentro da Universidade, ele também faz parte da história do curso de Biblioteconomia da Unochapecó de outras maneiras. "Eu posso dizer que estive presente em todos os processos que antecederam a efetivação do curso. Desde a sua criação, aprovação nos órgãos superiores, até a sua consolidação, sendo um dos primeiros alunos do curso na Instituição".

 

Telma atua na área há mais de 13 anos

Diferencial

O curso, que foi o primeiro implementado na modalidade EaD na Instituição, já formou duas turmas. São profissionais que, hoje em dia, trabalham em diversos ambientes e em diferentes cidades da região. Telma Maria Viola de Souza, que mora no Paraná, trabalha na área há mais de 13 anos e é apaixonada pelo que faz. "Estudar Biblioteconomia é um sonho bastante antigo, mas sempre inviabilizado pela falta de oferta do curso na região onde moro. Quando a Unochapecó passou a ofertar Biblioteconomia, não pensei duas vezes e me joguei! Foi uma das melhores decisões que já tomei".

Além disso, a Minha Uno, plataforma utilizada nas aulas, foi fundamental para a formação de Telma, pois melhorou e facilitou o aprendizado. "Tive ótimos professores, que me motivaram ainda mais a continuar nesse caminho. O modelo da Unochapecó se diferencia das demais por, mesmo na Educação Superior a Distância, oferecer o contato e apoio humano, pessoal. Saber quem são seus professores, conhecê-los pessoalmente, interagir com eles, faz toda a diferença".

Agora, com o diploma em mãos, os egressos têm a capacitação necessária para atuar nas áreas que mais os interessam. "Gosto muito de pensar sobre o impacto social que as bibliotecas podem causar, principalmente em indivíduos desprovidos de acesso à informação. Bibliotecas prisionais, públicas que atendem pessoas em situação de rua, comunitárias. Contribuir para que todos os indivíduos, inclusive os socialmente excluídos, tenham acesso à informação de qualidade é um dever de todos que trabalham na área", explica Telma.

 

Hamã trabalha na da Biblioteca Pública Municipal de Toledo

Mercado de trabalho

O campo de atuação da profissão é mais amplo do que muitos pensam. Por isso, além de trabalhar com documentação, como Alexandre, ou atender indivíduos sem acesso à informação, como Telma, os bibliotecários podem estar presentes em diversos outros espaços. "Atualmente, sou bibliotecário da Biblioteca Pública Municipal de Toledo, no Paraná. Fui aprovado no último concurso e tomei posse em fevereiro de 2020. É muito gratificante poder auxiliar o usuário em uma pesquisa ou até mesmo em alimentar o gosto e hábito pela leitura através das ficções, poesias e etc", conta Hamã Candido Carvalho Lopes.

Já Cristiane Aparecida Ramos do Prado, por exemplo, atua em uma universidade, é responsável por duas bibliotecas de Chapecó e também trabalha com biblioterapia. Apesar de pouco conhecida, a prática consiste em conhecer os hábitos de leitura do paciente, para então criar um plano de leitura que o ajude a lidar com seus problemas.

Cristiane também realiza sessões de biblioterapia

"Outra atividade que desenvolvo são aplicações de biblioterapia, de forma voluntária, que iniciaram após a minha defesa do meu Trabalho de Conclusão de Curso (TCC), em que me envolvi com o tema a tal ponto que resolvi criar um canal no YouTube, página no Facebook e Instagram para falar sobre o assunto".

 

Inscreva-se

Biblioteconomia e outros dez cursos EaD da Uno estão com inscrições abertas até o dia 24 de abril. Eles são divididos em módulos e as aulas acontecem duas vezes por semana no período noturno, entre às 19h e 22h20. Caso o acadêmico não consiga acompanhar em tempo real no dia acordado, ele tem o prazo de até 72 horas para acessar o material gravado e contabilizar sua presença, na plataforma Minha Uno. 

O deslocamento até um dos polos é necessário somente no fim de cada módulo, para efetuar a prova final dos componentes curriculares e socializar um trabalho desenvolvido em grupo. Quem optar pelo EaD Unochapecó pode contar com polos em Chapecó, Descanso, São Lourenço do Oeste, Guaraciaba, Catanduvas e Florianópolis.

 

*Estagiária sob supervisão de Jessica De Marco

COMPARTILHE
TAGS
Profissao
Especial
Dia do bibliotecario
Biblioteconomia

LEIA TAMBÉM

comments powered by Disqus
Pós-Graduação UNOCHAPECÓ
Chame no Whatsapp