Webmail
Menu Busca

Startup do Pollen, Neokohm está em primeiro lugar no ranking das FoodTechs

Inovação

A Neokohm, startup comandada por três jovens com idade entre 25 e 30 anos, deu seus primeiros passos lá em 2012. Mas a consolidação no mercado, oferecendo soluções de monitoramento e controle de temperatura no ramo dos transportes, aconteceu há apenas 5 anos. Mesmo com o DNA jovem, os resultados e os reconhecimentos alcançados refletem a maturidade e a qualidade dos serviços prestados.

Recentemente, a empresa localizada no Pollen Parque Científico e Tecnológico em Chapecó, recebeu o prêmio de Startup Top 1 do Brasil na categoria FoodTechs (tecnologias para alimentos), pela 100 Open Startups, principal plataforma internacional de conexão entre corporações e startups. Ela anunciou o ranking das empresas mais atraentes e que mais atenderam o mercado corporativo em 2021. Para o diretor de operações da Neokohm, Diego A. Mundel, a premiação é motivo de alegria e orgulho para toda equipe. “Para nós é uma honra receber um prêmio como esse, de tão alto gabarito, pois isso é fruto de muito trabalho, muita pesquisa e desenvolvimento. Então, ser reconhecido nesse meio é muito importante para o crescimento e validação do que estamos fazendo na empresa”, pontua.

O prêmio foi conquistado graças à uma solução de Hardware+Software desenvolvida pela Neokohm, que é instalada nos caminhões e carretas frigoríficas que atendem empresas do ramo logístico e alimentício, fazendo um raio-x completo da carga e analisando em tempo real tudo o que acontece. Somente nos últimos dois anos, alguns dos mais de 50 clientes da startup relataram uma economia de até 3 milhões de dólares depois que aderiram ao serviço oferecido.

“Esse mercado de refrigerados na América Latina e no mundo como um todo transporta cargas de alto valor, e uma das dificuldades, por se tratar de alimentos, é manter a qualidade destes produtos durante o transporte. Hoje a Neokohm vem nessa linha, a partir de uma solução tecnológica, fornece uma gama de dados que auxilia os clientes a verem em tempo real onde e como estão os seus veículos, e também o controle para que eles possam tomar uma decisão mais assertiva ou corrigir algum problema sem que isso comprometa a carga”. 

Além de atender grandes empresas do Oeste catarinense, a Neokohm também está presente em todo o Mercosul. Entender qual era a ‘dor do mercado’ e oferecer uma solução, fez com que a startup crescesse nos últimos anos. Durante a pandemia, por exemplo, foi preciso contratar novos funcionários de forma direta e indireta para dar conta da demanda. O resultado foi um crescimento exponencial, mais que dobrando a cada ano. “A gente notou que não só a Neokohm, mas muitas empresas deste ramo, tiveram um crescimento gigante durante a pandemia, justamente pelo aumento no consumo de alimentos no Brasil e no mundo inteiro. Isso fez com que o setor logístico crescesse, o que nos ajudou a ganhar muito mercado e boas oportunidades”, explica Diego. 

Todos sabem que o setor de tecnologia é muito dinâmico e muda rapidamente. Cientes disso, os jovens líderes da startup projetam o futuro com cautela, mas certos de que a qualidade dos serviços e atendimento prestados aos clientes serão o caminho da empresa para os próximos anos.

“Poder resolver as dores deste setor e de outros, é o que faz a diferença para nós. Não é apenas vender, mas vender com qualidade. É isso que faz com que a Neokohm seja reconhecida”. 

Sobre a 100 Open Startups

A 100 Open Startups é a plataforma pioneira e líder de Open Innovation, dedicada a mapear, classificar, ranquear, conectar e apoiar startups em ecossistemas corporativos de inovação. Desde 2016, publica o Ranking 100 Open Startups, que monitora e mensura a evolução dessa prática no país.

Para o diretor do Pollen Parque Científico e Tecnológico de Chapecó, professor Rodrigo Barichello, o resultado obtido pela Neokohm demonstra a importância destes ambientes de inovação para o desenvolvimento de ideias. "É a certeza de que estamos cumprindo com nosso propósito de disseminar o empreendedorismo, contribuir com a transformação de boas ideias, e vê-los conquistando prêmios como este e fazendo sua parte para melhorar nossa sociedade é extremamente gratificante para o Pollen Parque”, ressalta Barichello.

COMPARTILHE
TAGS
Unochapeco
Tecnologia
Pollen parque
Pollen
Inovaçao

LEIA TAMBÉM

comments powered by Disqus