Minha Uno
Webmail
Menu Busca

Turma de Agronomia realiza ABEx de residência rural em Coronel Freitas

Profissão

Proporcionar o contato com a profissão desde os primeiros períodos da graduação, por meio de atividades práticas junto do mercado e da comunidade, é um dos grandes objetivos da Aprendizagem Baseada em Experiências. Presente em todos os curso da Unochapecó, a ABEx é um componente curricular inovador e impactante. Nos meses de agosto e setembro, os acadêmicos do quarto período de Agronomia deram mais um passo em direção à profissão por meio da ABEx 4: Residência Rural 1. 

Os 25 estudantes da disciplina passaram uma semana em campo, hospedados em propriedades de agricultores da cidade de Coronel Freitas/SC, para compreender as dinâmicas por meio da vivência rural. O objetivo da residência era proporcionar aos alunos a relação das demandas de trabalho, impacto das escolhas técnicas e humanas no processo agro. O contato com as famílias foi feito após um levantamento da Prefeitura Municipal de Coronel Freitas, da Secretaria de Agricultura e da Epagri. Um dos critérios para escolha, além da disponibilidade da família, era a diversificação de atividades na propriedade, o que possibilitou aos estudantes uma forma mais ampla de contato com a realidade da residência.

A tarefa dos futuros agrônomos era de observar o cotidiano da propriedade, desde os horários e a rotina da família, até o planejamento das atividades e a gestão de custos e investimentos, praticando ativamente o conhecimento agrário técnico-científico no modelo produtivo em questão. Mas a realidade proporcionada pela ABEx, de acordo com o professor Celso Zarpellon, impacta também nas conexões humanas.

"Os agricultores têm um coração grande, são muito receptivos aos alunos e entendem a importância de ajudar a Universidade com essa abertura. Para os alunos, não tem aula maior que essa, de estar presentes de fato no ambiente, já que a profissão vai muito além dos números no papel. Eles sentem na pele as dificuldades do produtor e o objetivo é que se desenvolva essa empatia, para que o aluno possa pensar na solução dos problemas e melhorar a qualidade de vida desse produtor", diz.

Acadêmicos compartilharam com os produtores os resultados das análises

Para o acadêmico Mauro Junior Casagrande Gorlin, participar da atividade fortaleceu ainda mais seus laços com a graduação em Agronomia. "Sempre gostei bastante dessa área, já tinha algum contato com a área e já tinha muitos amigos que estavam na Agronomia, que me passavam uma expectativa muito boa do curso. Estar na faculdade muda todo o nosso ponto de vista, então, foi muito proveitoso passar essa semana aprendendo na prática, foi uma experiência que valeu a pena", diz.

Os produtores Leonardo Rizzotto e Elisa Cassaro Rizzotto, que receberam o acadêmico em sua propriedade na Linha Esperança, se sentiram felizes em colaborar com a formação do aluno e demonstrar o dia a dia da propriedade. "É a segunda vez que recebemos um aluno em atividades similares. Eles aprendem e nós também aprendemos, ficamos em contato com o que eles estão vendo na sala de  aula. Existem algumas atividades que é importante estar direto na propriedade", lembra Leonardo.

Zarpellon explica que o foco da observação também é pensar na sustentabilidade e no lado social.

"O foco é pensar na renda, no meio ambiente e na qualidade de vida ao mesmo tempo. É preciso desenvolver resultados, como aumentar os ganhos, por exemplo, mas sem ter prejuízos para a saúde e os vínculos da família. Para os alunos que já vêm de origem rural, a atividade apresenta importância dupla. É outra cultura, outra tecnologia, sistema diferente da casa dele, e com resultados diferentes, o que engrandece ainda mais o profissional que o aluno irá se tornar”, finaliza o professor. 

COMPARTILHE
TAGS
Residência rural
Profissão
mercado
Agronomia
Abex

LEIA TAMBÉM