Minha Uno
Webmail
Menu Busca

Uno e Pollen conquistam o 2º lugar no Prêmio Inovação Catarinense

Inovação

O empreendedorismo e a inovação fazem parte do DNA do Pollen Parque, das empresas residentes no espaço e também da Unochapecó. Esse trabalho conjunto em prol da ciência, tecnologia e inovação, foi reconhecido nesta segunda-feira (27/06) durante a cerimônia do Prêmio Inovação Catarinense, em Florianópolis. 

Diretor do Pollen, Prof. Rodrigo ficou em 2º lugar como 'Agente de Inovação'

Concorrendo em quatro categorias diferentes, a Unochapecó representada pelo reitor, professor Claudio Jacoski, conquistou o 2º lugar como 'ICT Inovadora', na categoria 'Agente de Inovação', o professor e diretor do Pollen Parque, Rodrigo Barichello, ficou com o 2º lugar. Duas empresas do parque tecnológico também concorriam em categorias diferentes. A startup Dimo Soluções em Tecnologia, na categoria 'Inovação em Produto Agropecuário', conquistou o 3º lugar, e a startup Neokohm Sistemas Eletrônicos, na categoria 'Inovação em Produto Digital', ficou com o 2º lugar

Para o diretor do Pollen Parque, o prêmio como 'Agente de Inovação' é uma forma de reconhecer todo trabalho e dedicação para impulsionar o empreendedorismo e inovação no Oeste Catarinense. "Esse reconhecimento não é apenas pessoal, é de todo um time do Pollen Parque, que assim como eu, acreditam que a inovação é o caminho para melhorar o ambiente em que vivem", salienta Barichello. 

Este é o 3º ano consecutivo que a Universidade está na final

O reitor da Unochapecó, professor Claudio Jacoski, ressalta que essa conquista, pela terceira vez consecutiva, coloca a Universidade como uma referência em inovação e empreendedorismo e serve de modelo para o setor. "Esse prêmio é resultado de um trabalho que iniciou há alguns anos, no intuito de modernizar a Unochapecó e de dar início a um novo modelo de universidade, que oferece projetos inovadores que colocam o jovem em contato com o futuro. Hoje Santa Catarina é referência no país quando se fala em tecnologia e inovação, e saber que a nossa instituição responde por parte dessa condição do Estado, é sem dúvidas motivo de muito orgulho". 

Além das instituições, duas startups instaladas no Parque Científico e Tecnológico também foram premiadas. A Dimo Soluções Tecnológicas, que está no mercado há oito anos, atua principalmente no desenvolvimento de sistemas inteligentes e ciência de dados voltados para o agronegócio, com utilização de inteligência artificial e visão computacional. Para Giancarlo Salton, sócio da empresa, a conquista do 3º lugar na categoria 'Inovação em Produto Agropecuário' representa um marco na história da startup.

"O sentimento é de realização, pois sempre buscamos essa veia da inovação, de trazer coisas novas para a agroindústria, então o prêmio é um marco para nós pois é a primeira vez que nos inscrevemos para uma premiação deste nível e já sair com uma ótima colocação mostra que estamos no caminho certo". 

A startup Neokohm é o 2º lugar em 'Inovação em Produto Digital'

Outra vencedora foi a Neokohm, a startup está há seis anos no mercado atuando com soluções de monitoramento e controle de temperatura no ramo dos transportes. Para o CEO da empresa, Allan Carniel, a conquista do 2º lugar em 'Inovação em Produto Digital', se deve pelo olhar atento às necessidades do mercado e dos clientes. "Graças a confiança depositada pelos nossos clientes, estamos inovando conjuntamente e contribuindo na transformação de uma logística mais eficiente. Buscamos inovar a partir das dores apontadas pelo mercado, criando soluções de verdade dentro da nossa área de especialidade". 

Sobre o Prêmio Inovação Catarinense

A premiação é uma iniciativa da Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina (Fapesc) e que busca reconhecer as pessoas, entidades e empresas que auxiliam no desenvolvimento dos ecossistemas de empreendedorismo inovador no Estado. O Prêmio Inovação Catarinense Professor Caspar Erich Stemmer foi criado pela Lei 14.328, de 2008 (Lei Catarinense de Inovação), e nesta edição contou com 37 finalistas em 10 categorias. O valor total do edital é de R$ 420 mil. Cada categoria premiou os três primeiros colocados que, além de certificado e troféu, receberam, respectivamente, R$ 15 mil; R$ 10 mil e R$ 5 mil.

 

*Texto: Christiane Lise | Comunicação Pollen Parque

*Foto: Maurício Vieira

COMPARTILHE
TAGS
Stemmer
Startup
Prêmio
Pollen parque
Inovacao
Educação

LEIA TAMBÉM

comments powered by Disqus