Webmail
Menu Busca

Unochapecó dobra segurança dos e-mails e da Minha Uno

Inovação

Texto Gabriel Kreutz*

 

Uma das áreas que passou a ter muita demanda com a nova realidade imposta pela pandemia de Covid-19 foi a da tecnologia da informação. Mais pessoas começaram a utilizar a internet, por mais tempo, e deixaram de usar as redes das empresas por domésticas, por conta do trabalho home office. Com a mudança, aumentou também os crimes cibernéticos, que utilizam dados pessoais dos usuários para aplicar golpes. Além de todo esforço da Unochapecó para os funcionários trabalharem com facilidade em casa, e os estudantes terem suas aulas remotas, agora é possível garantir também uma segurança extra para as contas de e-mail e da Minha Uno por meio do recurso de autenticação em dois fatores (2FA).

“O impacto deste isolamento social obrigou da equipe de TI uma entrega rápida de equipamentos para funcionários e liberações de acessos remotos. O que antes passava por uma camada extra de segurança nas empresas, passou a ser acessado pelas redes domésticas dos colaboradores. Estes dispositivos passaram a não ter mais o controle e gerenciamento pela área de segurança da TI. Começaram a surgir notícias em sites especializados em segurança relatando que, invasões começaram a ocorrer diretamente pela máquina pessoal com um acesso liberado e irrestrito em posse de login e senha do próprio usuário”, explica o diretor de Tecnologia da Informação da Unochapecó, Lissandro Hoffmeister.

Segundo a Kaspersky, empresa especialista em segurança digital, as tentativas de golpes de ransomware, com o sequestro de dados do computador e promessa de liberação apenas com o pagamento de um resgate, aumentaram mais de 350% no Brasil apenas no primeiro trimestre de 2020.

“Hoje a plataforma de gestão educacional Minha Uno, tanto na estrutura projetada para ambiente desktop, quanto no mobile, permite a usuários, dependendo de seu perfil de acesso, realizar as mais variadas atividades administrativas. Outro recurso é o e-mail. Se pensarmos que na maioria de nossos cadastros em redes sociais informamos nosso e-mail como ferramenta de recuperação de senha em casos de esquecimento, o criminoso virtual sabendo de nossas credenciais de e-mail passa a ter posse de acesso e de nossos perfis sociais”, relata o diretor.

 

Como funciona o novo recurso

Basicamente, a autenticação em dois fatores (ou verificação em duas etapas) adiciona uma camada extra de segurança quando o usuário faz o login em algum serviço online. Além de fornecer usuário e senha para acessar sua conta, é preciso inserir uma nova informação para confirmar que é você, de fato, que está fazendo o login. Para utilização, é necessário informar um código que é gerado de forma dinâmica no dispositivo pessoal do usuário, que foi previamente cadastrado nos serviços da Uno.

O analista de sistemas da Unochapecó e egresso do curso de Ciência da Computação, Tiago Malmham, conta que o desenvolvimento desta nova funcionalidade partiu da tecnologia utilizada atualmente pelos professores no processo de fechamento online dos Diários de Classe. “O login 2FA vem no sentido de aumentar a segurança no acesso às plataformas do Minha Uno e Webmail institucional, onde são trafegadas diariamente informações sensíveis de toda a comunidade acadêmica”.

De acordo com Lissandro, a verificação em duas etapas não é nenhuma novidade. Quando se utiliza caixas eletrônicos para sacar dinheiro, por exemplo, é necessário, além de usuário e senha, colocar a digital nos leitores. São diversas opções a alternativas de autenticação em dois fatores.

O projeto na Unochapecó vai ocorrer em quatro etapas. Primeiramente, um grupo de professores participou do desenvolvimento, validação e ajustes da solução. Na segunda etapa será disponibilizado a todos os professores. Na sequência técnicos-administrativos e, por fim, para todos os estudantes. Estas etapas são necessárias para que a Diretoria de Tecnologia da Informação consiga capacitar os professores e técnicos para apoiar um número significativo de alunos.

Um ponto importante da funcionalidade é que o uso ou não do 2FA fica a cargo da decisão do usuário.

“Porém, nossas políticas de uso de redes devem sofrer alterações, orientando que o usuário tem este serviço a disposição e fica pela conta dele em risco. Não adotar esses mecanismos é um risco maior, pois pode ficar exposto à violação e integridade de seus dados”, completa Lissandro.

Confira no link o passo a passo para configurar sua conta.

 

*Jornalista - Assessoria de Imprensa Unochapecó

COMPARTILHE
TAGS
Unochapeco
Segurança
Autenticação em dois fatores

LEIA TAMBÉM

comments powered by Disqus
Pós-Graduação UNOCHAPECÓ
Chame no Whatsapp