Webmail
Menu Busca

Unochapecó realiza pesquisa de clima organizacional

Profissão

Texto Jessica De Marco*

 

Entre os dias 28 de setembro e 19 de outubro, a Unochapecó aplicou uma pesquisa de clima organizacional aos funcionários da Instituição. A avaliação, realizada todos os anos, é uma maneira de coletar informações relevantes sobre a percepção dos colaboradores em relação a muitos fatores internos, que podem até mesmo influenciar o desenvolvimento e motivação dentro da Uno. Nesta edição, a pesquisa contou com a participação de 49,30% de professores e técnicos. 

A atividade é realizada pela Comissão Própria de Avaliação (CPA) em parceria com a Diretoria de Gestão de Recursos da Unochapecó. Depois da etapa de aplicação das perguntas, enviadas via SMI para os funcionários, os dados são analisados e apresentados para a gestão, a fim de que possam verificar quais ações entrarão no planejamento estratégico da Instituição, de acordo com a viabilidade da Universidade. 

“Um dos principais objetivos é avaliar qual está sendo o grau de satisfação dos técnicos e dos docentes, trabalhar em um processo de melhoria contínua e proporcionar um ambiente agradável para todos diariamente”, explica a técnica da CPA, Iane Medeiros.

Foram aplicadas aos funcionários questões quantitativas e qualitativas. Os resultados quantitativos foram enviados a todos os colaboradores via SMI, e a pesquisa na íntegra somente à gestão da Diretoria de Gestão de Recursos e Reitoria, para o cuidado e zelo no sigilo das respostas.

Segundo o diretor de Gestão de Recursos, professor Glaucio Vicentin, a pesquisa de clima organizacional apresenta um diagnóstico amplo sobre a percepção dos funcionários em relação ao ambiente institucional.

“Com ele podemos identificar se as ações relacionadas ao desenvolvimento humano estão condizentes com as expectativas da comunidade acadêmica. Além disso, a pesquisa é de fundamental importância pois serve de indicativo para a continuidade das ações de gestão que fazem sentido para as pessoas, apontam caminhos para o aprimoramento de ações existentes ou sugerem a implementação de novas ações para contemplar demandas emergentes”, complementa. Estes indicativos serão considerados no planejamento e tomada de decisões da Diretoria de Gestão de Recursos da Unochapecó.

Sobre os dados

Segundo a coordenadora da CPA, professora Rachel Quadros, o instrumento de coleta com abordagem qualitativa e quantitativa foi totalmente redesenhado diante do cenário da pandemia por covid-19, delineando novos questionamentos sobre a relação dos colaboradores e o clima organizacional. “Levando em conta que a pesquisa possui caráter voluntário de participação e analisando os resultados obtidos, a equipe da CPA considerou um bom número neste processo avaliativo. Foram 355 respostas num universo de 720 funcionários. Além disso, o perfil dos respondentes nos traça um cenário a ser sensivelmente analisado, sendo 58,59% respostas de corpo docente e 41,41% dizem respeito ao corpo técnico administrativo”, acrescenta. 

Diante dos dados coletados na pesquisa, notou-se que a maioria tem experiência com a instituição, pois 38,59% dos respondentes possuem mais de 10 anos de casa e 16,34% estão entre dois e quatro anos na Uno. “Neste sentido, toma-se como premissa o respaldo destas informações coletadas no processo avaliativo. Um dos resultados que é válido ressaltar é que de maneira geral nossos colaboradores estão engajados e esperançosos em seus espaços de trabalho e que atualmente suas principais preocupações perpassam pela esfera da saúde, com 81,13%, seguido do trabalho com 74,08% e posteriormente a família com 71,55%. Como palavras-chaves para definir a percepção das respostas qualitativas da pesquisa de clima organizacional, observamos que a afetividade, a empatia, os desafios à adaptação e a esperança estiverem presentes na grande maioria dos comentários”. 

A professora complementa que a equipe da CPA acredita que sempre é possível avançar e ampliar o impacto da pesquisa, principalmente demonstrando de forma transparente e prática que um processo de autoavaliação pode gerar transformações significativas, planejando, dentro deste contexto, ações que gerem qualidade de vida no trabalho.

"Delineamos algumas premissas fundamentais em nosso trabalho, pois acreditamos que a autoavaliação é um processo seguido do autoconhecimento e se faz necessário realizar pesquisas periódicas de abordagem cíclica e reflexiva a partir de ferramentas de coleta de dados objetivas e subjetivas, para assim diagnosticarmos forças, oportunidades, ameaças e ou fraquezas. Se acompanhada da execução de um bom plano de ação, observando ações a curto, médio e longo prazo, vislumbramos o cumprimento do papel da CPA em fomentar os espaços de discussão sobre autoavaliação com efetividade de resultados e mudanças percebidas pela comunidade acadêmica", finaliza.

A Comissão Própria de Avaliação da Unochapecó (CPA) possui uma página específica no site da Universidade e no Instagram. O Relatório de Autoavaliação 2019 também está disponível pelo link. Acesse para saber mais sobre o trabalho realizado pela equipe.

 

*Jornalista - Setor de Marketing e Comunicação Unochapecó

COMPARTILHE
TAGS
Unochapeco
trabalho
Pesquisa clima organizacional
Cpa
Comissao propria de avaliacao

LEIA TAMBÉM

comments powered by Disqus