Minha Uno
Webmail
Menu Busca

Estudantes da Unochapecó finalizam edição de projeto internacional de COIL

Educação

No último dia 19, acadêmicos do curso de Relações Internacionais realizaram o último encontro on-line desta edição de COIL. Trata-se do projeto Collaborative Online International Learning, celebrado entre Brasil e Canadá, na Unochapecó, que promove interação entre estudantes e pesquisadores brasileiros e canadenses.

A atividade consiste em um programa conjunto de estudo e debate internacional. Ao longo do semestre, os estudantes dos dois países realizam leituras dirigidas e debates sobre temas definidos entre brasileiros e canadenses. As interações on-line são síncronas e assíncronas, por meio de plataformas de comunicação digital como Zoom, Padlet e Google Meet. Todas as leituras, apresentações e debates são realizados em inglês, e mediadas pelos coordenadores de ambos os países.

O COIL é fruto da parceria entre a Unochapecó e a Universidade de Algoma, no Canadá. O grupo canadense é coordenado pelo professor Sean Meades, doutor especialista em movimentos sociais e desenvolvimento social, e integrado por estudantes de vários cursos da instituição. O grupo brasileiro é coordenado pelo professor Giovanni Olsson e co-coordenado pelos professores Luiz Henrique Maisonnett e Tuana Paula Lavall, e conta com graduandos em Direito e em Relações Internacionais, mestrandos em Direito, docentes e pesquisadores voluntários, todos da Unochapecó. 

A realização da atividade é mediada pela Assessoria de Relações Internacionais da Unochapecó  (ARNI) e conta com o apoio do Curso de Direito, do Curso de Relações Internacionais e do Programa de Pós-Graduação em Direito.

>> Leia mais: Parceria entre Unochapecó e universidade do Canadá fortalece debate cultural <<

Neste ano, o projeto de COIL teve como pauta “Global-local relations: critical perspectives’, tratando de quatro temas centrais: precariedade no mundo do trabalho; resistência à violência de gênero e política; resistência à opressão aos povos indígenas; e migrações forçadas. Os temas foram escolhidos pelos coordenadores, de acordo com Olsson, por serem questões que atingem todos os países, em perspectiva tanto local quanto global, e precisam de estudo crítico transdisciplinar para sua compreensão e enfrentamento. O professor explica que são questões com dimensões jurídicas, sociais, econômicas e políticas, com amplos impactos sobre o desenvolvimento pluridimensional dos povos.

"No horizonte das transformações que marcam este início de século 21, é crucial compreender, a partir de perspectivas críticas, como os atores estatais e não-estatais se movimentam no tabuleiro das relações internacionais e quais os impactos desses processos nas realidades locais. A realização deste projeto justifica-se, portanto, por fomentar a construção de um espaço de reflexão — colaborativa e além-fronteiras —, no qual os estudantes, de diferentes níveis, exercem o protagonismo na investigação e no debate das problemáticas contemporâneas. A inserção internacional do projeto contribui, também, para a formação de uma consciência intercultural e para o desenvolvimento de habilidades variadas (linguísticas, comunicacionais, entre outras)", conclui Olsson.

>> Leia mais: Unochapecó oferece acesso gratuito ao aprendizado de até 25 línguas estrangeiras <<

COMPARTILHE
TAGS
Relações internacionais
Coil
Canadá
Arni

LEIA TAMBÉM