Minha Uno
Webmail
Menu Busca

Reitoria e Consun da Unochapecó prestam homenagem à comissão de biossegurança

Comunidade

Em meio ao momento de emoção e reconhecimento promovido na última quinta-feira (27), ocasião em que a Fundeste/Unochapecó homenageou seus funcionários por tempo de casa, a Reitoria e o Conselho Universitário (Consun) manifestaram um agradecimento especial. A Comissão de Monitoramento da Covid-19, que tanto atuou para implementar ações de saúde e medidas preventivas e de segurança, também foi condecorada por seus esforços em buscar soluções para a manutenção das atividades em todos os âmbitos da comunidade acadêmica.

Em meio à pandemia do novo coronavírus, o trabalho remoto passou a fazer parte da realidade e a preocupação com a saúde aumentou significativamente. Mudanças de hábitos repentinas se fizeram necessárias, assim como a necessidade de ressignificar ações de cuidado e bem-estar na Instituição. A Comissão de Monitoramento, composta por professores e técnicos com comprovada experiência no tema, elaborou o plano de retorno gradual às atividades presenciais na Unochapecó. 

O protocolo foi pensado tendo em vista o contexto da pandemia da Covid-19, observando as restrições de isolamento social, bem como as orientações das autoridades de saúde e dos órgãos reguladores da Educação Superior. A Comissão também tinha por objetivo estabelecer as diretrizes gerais a serem seguidas pela comunidade acadêmica. O retorno contingenciado às aulas presenciais foi de fundamental importância para que os estudantes pudessem retomar com segurança suas atividades acadêmicas e manter sua rotina de estudos, sobretudo com relação aos componentes curriculares, que, por sua natureza, não podiam ser cursados à distância.

Em seu discurso, a Presidente da Comissão, professora Karen Cristina Kades Andrigue, relembrou os primeiros acontecimentos relacionados à pandemia, ainda no fim de 2019, e a dura jornada que se deu desde o primeiro caso confirmado no Brasil até a marca de 600 mil vidas ceifadas pelo vírus em território nacional. Ela reforçou também que os indicadores atuais mostram uma tendência de redução da circulação do coronavírus, graças à vacinação contra a doença, o que acarreta na queda da ocorrência de casos graves, da demanda por leitos de internação e de mortes.

“Não podemos deixar de olhar para os momentos que passamos ao longo dos últimos anos, em que houveram perdas significativas de familiares, amigos. Dificuldades financeiras, adoecimento mental dentre outros. Neste cenário, a Unochapecó, comprometida com seus trabalhadores e estudantes, adotou medidas como o isolamento social e o home office, para a continuidade da atividade laboral, com exceção dos serviços essenciais. Outras medidas foram desenvolvidas, como formações continuadas,entrega de EPIS, desinfecção do campus, afastamentos de grupos de risco, controle de temperatura dentre outras situações. Como profissional de saúde e cidadã também deixo meu especial agradecimento aos gestores desta universidade e aos colegas que abraçaram as causas sociais e de saúde à extramuros e que auxiliaram  no enfrentamento à pandemia. Trabalhamos incansavelmente pelo bem da sociedade à qual estamos inseridos, seja por meio de doação, acolhimento, vacinação, empréstimo de equipamentos e auxílio profissional. Por fim, digo que foi uma honra à confiança depositada em mim e espero poder continuar contribuindo com esta casa”, concluiu Karen.

Receberam a homenagem especial as técnicas administrativas e professoras Ana Claudia Lopes Freitas, Camila Bottin, Ellen Guerra, Fabiana Carla Dalla Costa, Fabiane Schonell Roman, Jaqueline Buratti, Karen Cristina Kades Andrigue, Raquel Janaina Buss, Rose Maria de Oliveira Mendes e Taiz Regina Balardin Antonini. Além disso, foram encaminhados os certificados de agradecimento aos funcionários que fizeram parte da Comissão, porém não atuam mais na Unochapecó, sendo eles: Alef Trevisan, Bianca Zancanaro Schneider; Dieison Antonio Corona, Gabriel Wildner Kreutz e Jhonatam Bortolanza.

COMPARTILHE
TAGS
Comissão de biossegurança
Combate à covid-19

LEIA TAMBÉM