Webmail
Menu Busca

Núcleo de estudos etnológicos e arqueológicos - NEEA

 

O Núcleo de Difusão Cultural e Educação Patrimonial tem como premissas a promoção, a valorização, a difusão e a preservação dos bens culturais da região oeste catarinense.

A Difusão Cultural está centrada em ações de democratização do acesso aos bens culturais, formação de público e oferta de subsídios de estímulo ao conhecimento, reconhecimento e valorização dos bens, para instituições culturais e de ensino. A Educação Patrimonial tem sua metodologia pautada na construção do conhecimento a partir do estímulo à reflexão sobre a história, a memória, a identidade e os patrimônios locais.

As ações culturais educativas do núcleo compreendem:

  • Pesquisa e produção de exposições temáticas itinerantes;

  • Disponibilização de exposições temáticas itinerantes para instituições da região;

  • Exibição de exposições temáticas temporárias de longa duração nas dependências do CEOM;

  • Programa educativo continuado: aulas temáticas para todos os níveis de ensino;

  • Visitas guiadas e mediação em exposições do CEOM;

  • Pesquisa e produção de materiais didáticos sobre o patrimônio cultural regional e bens culturais;

  • Palestras, oficinas e cursos de extensão destinados à formação de multiplicadores entre profissionais da cultura, professores e comunidade regional;

  • Espaço expositivo aberto à comunidade, para exibição de exposições relacionadas à s diferentes áreas culturais;

  • Pesquisa e produção de exposições relacionadas às diferentes áreas culturais;

  • Pesquisa e produção de exposições temáticas em parceria com instituições culturais de ensino.

Imagem 48 ceom Imagem 49 ceomImagem 50 ceom

O acervo referente ao período pré-colonial reúne especialmente artefatos líticos, cerâmicos e ósseos que foram coletados e escavados em diferentes sítios da região do oeste catarinense e alto rio Uruguai. Os sítios da área estão localizados dentro da faixa temporal da passagem Pleistoceno-Holoceno até o Holoceno tardio, aproximadamente 11.000 até 350 anos antes do presente.

Os acervos arqueológicos reunidos pelo CEOM se caracterizam pela grande importância do ponto de vista da variabilidade e da originalidade da tecnologia lítica e cerâmica, possibilitando ampliar o entendimento dos primeiros povoamentos do Sul do Brasil e de forma mais ampla da Bacia do Prata. Dentro do contexto da pré-história do Sul do Brasil, a área do alto rio Uruguai é uma zona privilegiada, pois apresenta toda a variedade técnica regional, incluindo a debitagem laminar (tecnologia específica de produção de artefato lítico) relacionada aos antigos caçadores-coletores.

Imagem 51 ceom                   Imagem 52 ceom Imagem 53 ceom Imagem 54 ceom 

Sites relacionados

Sociedade de Arqueologia Brasileira

IPHAN - Instituto do Patromônio Histórico e Artístico Nacional

MAE - Museu de Arqueologia e Etnologia

Instituto Anchietano de Pesquisa