Webmail
Menu Busca

Produtos do cesto básico têm novo recuo em julho

Mercado

No mês de julho o custo do cesto básico sofreu nova queda, -0,40% em relação ao mês anterior. Diante desta variação, o consumidor chapecoense passa a necessitar de 1,38 salários mínimos para adquirir todos os produtos do cesto. A pesquisa é realizada mensalmente pelo curso de Ciências Econômicas da Unochapecó em parceria com o Sindicato do Comércio/Sicom, através do Sicom Pesquisas, nos primeiros dias do mês vigente. 

A pesquisa foi realizada nos dias 01 e 02 de julho, em dez estabelecimentos comerciais de Chapecó, levando em consideração o consumo de famílias que recebem de 1 a 5 salários mínimos conforme a Pesquisa de Orçamento Familiar (POF). Com os levantamentos foi possível observar as variações ocorridas nos cinco produtos que mais oscilaram entre os períodos de junho e julho de 2019. Esse mês produtos como a batata doce, alface, couve, tomate e açúcar mascavo tiveram reduções, já o alho, carne suína, álcool líquido, cebola e suco de laranja, começam julho custando mais para o consumidor. 

Segundo o site HF Brasil a queda no preço da alface pode ser explicada pela maior oferta da hortaliça no mês de julho devido uma redução na quantidade das chuvas em comparação com o mês anterior. Outro fator que explica a queda no preço, pode ser as baixas temperaturas que contribuem para um consumo menor e consequentemente uma oferta maior, levando a uma queda nos preços. 

O preço do tomate comum volta a cair neste mês, depois de uma alta no mês de junho. Os aumentos nas temperaturas na última semana de junho acabaram acelerando a maturação dos tomates, e fez com que a oferta do produto também aumentasse segundo o site HF Brasil. A carne suína registra aumento de 15,48% nos preços. Essa elevação ocorre por conta do aumento da demanda externa, impulsionado pela crise da carne suína na Ásia.

No mês de julho, o custo monetário do cesto básico sofreu nova redução, desta vez em menores proporções com relação à queda anterior que foi de R$35,00, a variação deste mês foi de R$5,51. A boa notícia para o consumidor é que o valor do cesto continua caindo, o custo com o cesto básico passou de R$ 1.386,54 em junho para R$ 1.381,03 em julho. Mesmo com essa queda, na comparação dos últimos doze meses, o cesto básico ainda sofreu um aumento de 4,80% em julho de 2018 o custo era de R$1.317,74. 

Os produtos não alimentares apresentaram queda entre junho e julho (-0,90%) e entre os meses de julho/2018 e julho/2019 um aumento pode ser observado (+ 6,84%). Esse grupo de produtos custava em junho de 2019 R$ 109,62 ao consumidor, passando a custar em julho R$ 108,64. Comparando os últimos doze meses, em julho de 2018 o custo com os produtos não alimentares era de R$ 101,68. 

Com relação ao grupo dos tarifados houve uma pequena elevação na comparação junho/julho de 2019. No mês de julho o custo com esse grupo de produtos passa a custar ao consumidor R$ 302,82 ao passo que em junho esse valor era R$ 299,46. A grande responsável no grupo dos tarifados foi à energia elétrica, que teve aumento neste mês de 4,87%, compensando a redução no gás de cozinha (-0,96%) e gerando um aumento de 1,12%. 

 

Cesta Básica

A cesta básica é a síntese dos preços de treze dos principais produtos que compõem o cesto básico que são eles: açúcar, arroz, café moído, carne bovina, farinha de trigo, feijão preto, leite, banana, margarina, óleo de soja, pão francês, batata inglesa e o tomate. 

Comparando os meses de junho e julho de 2019, o custo da cesta básica em Chapecó, nos mercados pesquisados, apresentou redução de (- 1,48%). A cesta básica passou de R$ 351,63 em maio para R$ 346,43 em julho, uma queda um pouco menos significativa que a registrada no mês anterior, que foi de -2,31%. Se comparado os últimos doze meses da cesta básica nota-se um aumento (+13,48%), em julho de 2018 o custo da cesta básica era de R$ 305,28. Mesmo com a redução em julho, o consumidor continua necessitando de 0,35 salários mínimos para adquirir a cesta básica. 

COMPARTILHE
TAGS
Unochapeco
Sicom
Evento sicom
Cesta

LEIA TAMBÉM

comments powered by Disqus